sábado, 11 de março de 2017

COM MEDALHA DE PRATA NA OBFEP, ESCOLA MARIETA CALS ENCERRA A COLHEITA DE UM VITORIOSO ANO OLÍMPICO

O ano de 2016 foi de muitas vitórias para a Escola Marieta Cals no que concerne a olimpíadas do conhecimento, isto por que a referida escola foi medalhista em quatro das cinco olimpíadas de que participou.
Apenas na Olimpíada de Língua Portuguesa é que a sonhada medalha não veio. Nas demais (OBA, OBG, OBMEP e OBFEP) o resultado não só foi bom, como por vezes superou as expectativas.
O ano olímpico teve início com a OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica), na qual a escola alcançou a marca de 4 medalhas de bronze e 1 medalha de prata. Em seguida, foi a vez da OBG (Olimpíada Brasileira de Geografia) na qual a escola conseguiu 1 medalha de bronze com a aluna Luana Mesquita Mendes.
Alguns meses se passaram até que veio o resultado da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), e foi nesta que as expectativas foram não só superadas, mas extrapoladas. A escola com histórico de menções honrosas nesta olimpíada jamais tinha logrado uma medalha. Mas, em 2016, a história foi diferente. Foram conseguidas 12 menções honrosas (até então a maior quantidade havia sido em 2015, com 10 menções) e vieram não apenas uma, mas três medalhas de bronze.
Mas ainda restava uma olimpíada (a mais difícil de todas), a OBFEP (Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas). E foi no apagar das luzes de 2016, em meados de novembro, que a segunda fase da citada olimpíada foi realizada. Participaram desta fase os estudantes de todo o Brasil que atingiram uma nota de corte estabelecida na primeira fase. No caso da Escola Marieta Cals, cinco foi a quantidade de estudantes habilitados para tal prova.
O resultado só veio a ser divulgado na última terça-feira (dia 07 de março). Desta vez, a escola repetiu a dose de 2014, quando o aluno Benício Araújo Azevedo conseguira medalha de prata. Em 2016, o responsável pela proeza foi o estudante José Tiago Mota Crispim (o mesmo que já havia conseguido bronze na OBA e na OBMEP). Tiago conseguiu umas das raríssimas medalhas de prata distribuídas entre estudantes cearenses.
Mas toda esta colheita não se deu à toa. A rotina de trabalho voltado para as olimpíadas se deu durante todo o ano de 2016. No caso particular da OBFEP, os estudantes tiveram aulas preparatórias que se estenderam do mês de abril ao mês de novembro, sem interrupções em julho. Então o resultado apenas fez jus ao trabalho realizado durante todo o ano, trabalho este que não para, visto que para 2017 o mesmo já começou.
Desde o mês de fevereiro, os estudantes da escola estão se preparando para a OBRAC (Olimpíada Brasileira de Cartografia) e para a OBG. Mais recentemente, já em março, foi dada a largada das aulas preparatórias para a OBA e para a OBFEP e, em abril, começarão as aulas da OBMEP.
Como se pode perceber, os invejáveis resultados da Escola Marieta Cals em olimpíadas nada mais são do que o reflexo do trabalho desenvolvido durante todo o ano.

sexta-feira, 10 de março de 2017

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA SERÁ REALIZADA DE 13 A 21 DE MARÇO NAS ESCOLAS

A Secretaria da Educação (Seduc), por meio da Coordenadoria de Avaliação e Acompanhamento da Educação (COAVE), inicia, a partir da próxima segunda-feira (13), a Avaliação Disgnóstica nas escolas da rede pública estadual de ensino. A aplicação da análise do desempenho dos estudantes das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio será feita até o dia 31 de março. CONFIRA AQUI as recomendações para cada escola.
A Avaliação Diagnóstica busca determinar a presença ou ausência de conhecimentos e habilidades a fim de detectar pré-requisitos para novas experiências de aprendizagem. Os resultados obtidos com esta ação permitirão uma análise mais direta da prática educativa, e possibilitarão a redefinição de princípios e métodos de desenvolvimento do trabalho pedagógico, na perspectiva de que essas mudanças poderão auxiliar na superação das dificuldades detectadas. 
Na primeira etapa da Avaliação, será observado o nível de conhecimento adquirido pelos alunos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática ao final do ano letivo anterior. A análise ocorrerá de maneira online ou impressa, dependendo do aparato tecnológico de cada escola. 
No caso da aplicação online, os resultados serão obtidos automaticamente. As unidades de ensino que optarem pela forma impressa deverão inserir o gabarito no sistema até o dia 05 de abril. 
Já a segunda etapa da Avaliação, acontecerá na primeira quinzena de agosto. O objetivo é mensurar o resultado das ações implementadas a partir da análise dos resultados da primeira etapa.
Fonte: SEDUC CE

quinta-feira, 9 de março de 2017

ENEM - MUDANÇAS ANUNCIADAS NA APLICAÇÃO DO EXAME ATENDEM AO RESULTADO DA CONSULTA PÚBLICA

O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram, na manhã desta quinta-feira, 9, em coletiva de imprensa, as mudanças previstas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. As medidas são resultado do amplo debate do MEC com a sociedade, por meio da consulta pública promovida pelo Inep no começo deste ano.
O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância do debate e das mudanças para o aprimoramento do exame. “Com essas medidas, nós estamos buscando um aperfeiçoamento operacional do exame e deixaremos prontas todas as adequações futuras pelas quais o Enem terá que passar em decorrência da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que nós esperamos que esteja pronta este ano”, destacou.
Já em relação à consulta pública, o ministro destacou a inciativa da gestão. “Foi uma atitude corajosa do MEC porque, uma vez feita a consulta, você tem que contemplar a opinião pública. E nós sentimos que ela está plenamente contemplada com as medidas que o ministério tomou.”
A presidente do Inep, Maria Inês Fini, revelou que um dos pontos fortes da mudança é o reforço na segurança do candidato e do resultado do Enem. “Agora, o participante vai se sentir extremamente confortável por poder realizar a prova identificada. Ele vai realizar a prova com o nome dele e o cartão de resposta também terá sua própria identificação. Isso aumenta muito a segurança de cada participante.”

Confira as mudanças:
Datas – A partir de agora, o Enem – que continuará sendo realizando em dois dias e no formato de provas impressas – passa a ser aplicado em dois domingos seguidos, e não mais em um único fim de semana. 
Redação ­– Também atendendo a milhares de solicitações, a redação passa a ser realizada no primeiro domingo, juntamente com as provas de linguagem, código e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos. No segundo domingo serão realizadas as provas de matemática e ciências da natureza e suas tecnologias, com 4 horas e 30 minutos de duração. 
Certificação – O Enem deixa de certificar o ensino médio, o que volta a ser feito pelo Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja), que é o exame adequado para esse fim, em uma parceria com estados e municípios. 
Essas e outras mudanças, apresentadas na coletiva, são parte do resultado do amplo debate promovido pelo MEC, que promoveu uma Consulta Pública por meio do Inep entre 18 de janeiro e 17 de fevereiro deste ano. O resultado da consulta orientou parte dos avanços no exame que passam a valer já nesta edição, a ser realizada nos dias 5 e 12 de novembro de 2017. 
A portaria que regulamenta todas as mudanças será publicada em 24 de março. Até 10 de abril está prevista a publicação do Edital. As inscrições para o Enem 2017 serão de 8 a 19 de maio. 
Segurança – Os participantes receberão cadernos de questões personalizados (identificado com seu nome e número de inscrição), juntamente com os cartões de resposta encartados na prova, com seu nome e número de inscrição. Até 2016, os participantes recebiam o cartão de resposta separado da prova e faziam a identificação com a cor de sua prova. A novidade dos cadernos personalizados reforça a segurança dos quatro cadernos diferentes e identificados por cores. 
O Enem 2017 terá seu resultado divulgado em 19 de janeiro de 2018 e continuará oferecendo resultados por área de conhecimento, individual de cada participante e da base consolidada para uso nos programas governamentais Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Financiamento Estudantil (Fies) e Universidade para Todos (ProUni), entre outros. Mas não haverá mais resultado do Enem por escola. O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) do ensino médio passará a ser universal e não mais amostral para escolas públicas e privadas. Isso permitirá o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) por escola.
Atendimento – A aplicação em dois domingos soluciona a situação dos sabatistas, que acessavam o local de prova no mesmo horário dos demais, mas só começavam a responder as questões às 19h. Os participantes que guardam o sábado por questões religiosas, e representaram 76 mil inscrições em 2016, não ficarão mais submetidos ao confinamento de 5 horas. 
Outra mudança é em relação ao atendimento especializado. A solicitação de tempo adicional deverá ser feita no ato da inscrição e não mais na hora da prova. As pessoas com deficiência e que, por esse motivo, precisam de tempo extra, terão que inserir um documento comprobatório que motive a solicitação desse atendimento. 
Isenção – O Ministério da Educação seguirá concedendo a gratuidade para concluintes do ensino médio de escolas públicas e pessoas contempladas pela Lei 12.799/2013, que dispõe sobre a isenção de pagamento de taxas para inscrição em processos seletivos de ingresso nos cursos das instituições federais de educação superior. Passam a ser beneficiados os cadastrados no CadUnico junto ao Ministério de Desenvolvimento Social e Reforma Agrária. 
A comprovação, a partir do Enem 2017, será mais completa. O participante deverá informar, no ato da inscrição, seu número de Identificação Social (NIS). O sistema de inscrição permitirá busca automática. Em situação excepcional, o participante poderá declarar que atende às condições do decreto e da lei que permitem a gratuidade, mas se for verificado que a declaração é inverídica o candidato pode ser eliminado em qualquer etapa do processo. Até 2016, o benefício era concedido mediante autodeclaração e não havia nenhuma verificação da conformidade da informação. 
Na edição de 2016, com 8.627.195 inscritos, 1,1 milhão deles (13%) sequer acessou o cartão de confirmação de inscrição. Além disso, 2,5 milhões (30%) faltaram ao exame. A partir de 2017, o participante que obtiver a isenção do pagamento da taxa de inscrição e não comparecer para a realização das provas perderá o benefício da gratuidade para o Enem 2018, caso queira usá-lo. A não ser que justifique ausência por meio de atestado médico ou documento oficial que comprove a impossibilidade de comparecimento. Não haverá mais justificativa por autodeclaração. 
Em 2016, os pagantes representaram 23% (2 milhões) do total de inscritos e 77% dos inscritos não pagaram a taxa. Desses, 59% tiveram a carência deferida por comprovarem baixa renda e 18% por estudarem em escola pública. 
Consulta – Disponível de 18 de janeiro a 17 de fevereiro, a consulta pública sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve 601.352 respostas. A população foi consultada sobre três aspectos. A primeira pergunta questionava se a aplicação deveria manter o formato atual, em dois dias, ou ser realizada em apenas um dia, com uma prova de até 100 questões e redação, e 5 horas e 30 minutos de duração. Trinta e seis por cento dos respondentes votaram por prova em um dia, mas a maioria, 63,7%, preferiu a manutenção em dois dias. 
A segunda pergunta complementava a anterior ao consultar a população se, caso o exame continuasse sendo aplicado em dois dias, quais deveriam ser essas opções. Quarenta e dois por cento votaram por provas em dois domingo seguidos, 34% por domingo e segunda-feira (que se tornaria um feriado escolar), e 23%, a minoria, votaram pela manutenção das provas no sábado e domingo de um mesmo fim de semana. A terceira questão buscou a opinião dos brasileiros sobre a aplicação do Enem por computador, mas 70% votaram contra. Também foi dada ao participante a oportunidade de fazer sugestões para o aprimoramento do exame em um texto de, no máximo, 300 caracteres.
Fonte: MEC

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

ENSINO MÉDIO - TODOS OS ALUNOS DO TERCEIRO ANO SERÃO AVALIADOS EM 2017

O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) passará a avaliar, em 2017, todas as escolas brasileiras que ofereçam terceiro ano do ensino médio e que cumpram determinados critérios. Até a última edição do Saeb, a etapa final do ensino médio era avaliada por amostragem, permitindo a produção de resultados agregados por estado, região e Brasil.
Com a mudança, não só as escolas públicas do ensino fundamental, mas também as de ensino médio, públicas e privadas, terão resultados individuais no Saeb e, consequentemente, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com a ampliação, é prevista a participação de mais de 7,5 milhões de estudantes no Saeb, a maior edição da história do sistema. Desses, 2,4 milhões são alunos do terceiro ano do ensino médio público e privado. Os demais 5,1 milhões são alunos do quinto e nono anos do ensino fundamental público.
Em 2017, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará duas das três avaliações do Saeb: a Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) e a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc). Mais conhecida como Prova Brasil, é esta última que fornece parte dos dados para cálculo do Ideb, que considera ainda dados do Censo Escolar. As avaliações serão aplicadas no segundo semestre.
Fonte: MEC

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

CONVOCAÇÃO DO BANCO DA SELEÇÃO DE PROVAS E TÍTULOS - SEDUC

CONVOCAÇÃO DOS PROFESSORES APROVADOS NA SELEÇÃO PÚBLICA PARA COMPOSIÇÃO DE BANCO DE RECURSOS HUMANOS DE PROFESSORES PARA ATENDER NECESSIDADES TEMPORÁRIAS DAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE ENSINO

COMUNICADO
Informamos que os Professores integrantes do banco da Seleção de Provas e Títulos – SEDUC, publicado em 14 de junho de 2016 tem acesso, por disciplina específica, às carências das escolas regulares da rede estadual, acessando a área restrita no endereço eletrônico da seleção (selecao.seduc.ce.gov.br). Os docentes poderão realizar filtro nas carências por CREDE, Municípios e Escolas.
A partir do dia 20 de fevereiro de 2017, todo o processo seletivo de CONVOCAÇÃO do banco da Seleção de Provas e Títulos – SEDUC, será feito online, com o login (CPF) e senha utilizados na Seleção. Caso o candidato necessite, poderá pedir para "recuperar a senha".


Fonte: SEDUC CE

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

PRIMEIRA MESA DE NEGOCIAÇÃO SINDICATO APEOC - SEDUC DE 2017 VAI DISCUTIR CAMPANHA SALARIAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Em resposta à cobrança do Sindicato APEOC, feita por meio de ofício protocolado no último dia 26 de janeiro, o secretário da Educação do Estado, Idilvan Alencar, confirmou para o próximo dia 21 de fevereiro uma audiência da Mesa de Negociação Sindicato APEOC – Seduc. O encontro é para tratar da Pauta de Lutas da Campanha Salarial de 2017, com foco prioritário na valorização da remuneração da categoria (efetivos e aposentados). A reunião será realizada na sede da Secretaria da Educação em horário ainda a ser confirmado.
Além da audiência com o secretário da Educação, o Sindicato APEOC também cobra um encontro com o governador Camilo Santana para tratar da mesma pauta. A direção do Sindicato APEOC e a categoria não aceitam o aumento de 2% proposto pelo Governo para revisão geral dos servidores estaduais. Os profissionais da Educação exigem valorização diferenciada com aplicação do percentual de reajuste do Piso Nacional, de 7,64%, repercutindo em toda a carreira e beneficiando ativos (efetivos e temporários) e aposentados.
“O Sindicato APEOC contesta, questiona e não abre mão do ganho remuneratório de 7,64%, dentro da nova estrutura da carreira. Estamos abertos ao diálogo mas vamos defender os nossos direitos até o final. A nova carreira precisa ser valorizada, precisa ser recomposta a cada ano. Entendemos que a referência para essa recomposição é exatamente a política do Piso Nacional dos Professores. Para além disso, queremos que essa diferenciação de recomposição da Educação possa atingir ativos e aposentados e, também, os funcionários da Educação com a revisão da tabela de vencimentos. Estamos na luta, atentos, dispostos, e sabendo dos números, sabendo onde queremos ir. A categoria se coloca na perspectiva da posição da direção. Nenhum passo atrás para garantir o direito dos trabalhadores”, disse Anizio Melo, presidente do Sindicato APEOC.
Fonte: APEOC

INSCRIÇÕES PARA O CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL - ESCOLAS SUSTENTÁVEIS

A Secretaria de Educação do Estado do Ceará e a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação – CREDE 06, em parceria com a Universidade Federal do Ceará, através do Instituto Universidade Virtual (Instituto UFC Virtual), e o Centro de Educação a Distância do Ceará (CED) comunicam a abertura das inscrições para o processo seletivo dos candidatos ao Curso de extensão em Educação Ambiental: Escolas Sustentáveis.
O referido curso que será ministrado tem como base as diretrizes dispostas no Manual Operacional da Rede de Educação para a Diversidade da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECADI) do Ministério da Educação (MEC).
Com carga horária de 180 h, o Curso tem conteúdo dividido em 5 módulos, que serão ministrados de forma semipresencial através da plataforma Solar – Ambiente Virtual de Aprendizagem da UFC. Serão abordadas as seguintes temáticas: Conceitual EaD; Escolas Sustentáveis: Conceitos e Objetivos; Currículo; Gestão Democrática e Espaço Físico.
Prioritariamente Professores Efetivos e/ou Temporários das Redes Públicas de Ensino.
Outros Profissionais da Educação com vínculos efetivos e/ou temporários da das redes Públicas de Ensino.

- QUANTIDADE DE VAGAS: Serão ofertadas um total de 30 vagas para todos os municípios sob abrangência da CREDE 06.
O curso tem uma duração total de 180 horas, sendo 24 horas presenciais e 156 horas na modalidade à distância com duração média de quatro meses, numa distribuição de 45 horas aula/mês.
- INSCRIÇÕES: De 14 a 20 de Fevereiro no LINK https://goo.gl/o84Ja3.
Fonte: CREDE 06

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

SPAECE: 86% DOA ALUNOS DA REDE ESTADUAL FINALIZARAM O 2º ANO ALFABETIZADOS EM 2016

Os dados foram apresentados pelo governador Camilo Santana
e pelo secretário da Educação, Idilvan Alencar,
na manhã desta terça-feira (14)
Os níveis de alfabetização continuam em crescimento no Estado do Ceará. Segundo análise de desempenho realizada pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece) em 2016, 86% dos alunos da rede estadual de ensino finalizaram o 2º ano do Ensino Fundamental alfabetizados. Os dados atualizados foram apresentados na manhã desta terça-feira (14), no Palácio da Abolição, pelo governador Camilo Santana e pelo secretário da Educação, Idilvan Alencar. 
O Spaece aponta que, no ano passado, 74% dos alunos do 2º ano do Ensino Fundamental registraram nível desejável de alfabetização. Em 2007, ano de início das atividades do Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), 30% dos alunos estavam neste padrão de desempenho. A apresentação do Governo do Ceará também enfatizou que houve redução gradativa nos padrões de crianças não alfabetizadas no Estado, visto que, em 2016, 0,9% dos estudantes estiveram no padrão de não alfabetizado, enquanto em 2007 o registro era de 32,8%.
Para concretização da análise, o sistema da Secretaria da Educação (Seduc) do Ceará avaliou 99,2% das crianças que se encontram no nível do Ensino Fundamental. No ano passado, o Governo do Ceará investiu R$ 6 milhões para a realização do censo. O Ceará manteve uma avaliação positiva em todos os municípios nesta etapa da educação básica pelo segundo ano seguido.
Durante o lançamento, também foram apresentados os dados relativos ao 5º e ao 9º ano do Ensino Fundamental, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. O desempenho dos jovens do 5º ano apresentou os seguintes resultados: em Língua Portuguesa, o percentual de alunos no nível adequado subiu para 39%, enquanto, em 2008, o percentual era de 6,8%; em Matemática, ficou em 28,1%, diferente dos 3,6% apresentados em 2008.
Para o governador Camilo Santana, o trabalho na área da Educação feito no Estado do Ceará é fruto de uma série de investimentos, incentivos e compromissos traçados junto a educadores, professores e alunos de todos os municípios cearenses. "Esse trabalho educacional é de permanente pactuação por avanços e melhorias, dialogados entre os estados e municípios. Educação é uma coisa de médio a longo prazo para alcançarmos os resultados. Mas precisa ser uma política continuada, séria, pactuada, e isso o Ceará tem mostrado ao longo desses 10 anos, a partir do momento que criou o Paic aqui no Estado", destacou.
Já o secretário da Educação, Idilvan Alencar, celebrou a relevância deste trabalho para motivar e analisar a melhor maneira de se avançar. "Isso é muito importante para os educadores, para as escolas e professores a divulgação desses resultados. Faz diferença no planejamento. Para nossa alegria, mais uma vez o Estado do Ceará registra resultados positivos de crescimento. Sabemos que crescer e manter o crescimento é difícil, então é algo que mostramos com orgulho pelo empenho de todos que participam deste processo. O sucesso do Paic tem sido fundamental para melhorarmos ano a ano o quadro da rede estadual de ensino", disse o secretário.

Mais Paic
No final de 2015, Camilo Santana lançou o Mais Paic - Programa de Aprendizagem na Idade Certa. Essa medida teve como finalidade ampliar o trabalho de cooperação já existente com os 184 municípios, que além da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do EF, passou a atender também do 6º o 9º ano do EF nas escolas públicas cearenses.
O Ensino Fundamental II, que inclui as crianças do 6º ao 9º ano, teve seu acompanhamento pelo Spaece, a partir de 2012. Naquele ano, o percentual de alunos no nível adequado em Língua Portuguesa era de 8,6%, subindo, em 2016, para 15%. Já em Matemática, o percentual de alunos no nível adequado passou de 3,9%, em 2012, para 7%, em 2016. As estratégias para alcançar a melhoria neste nível de ensino incluem o acompanhamento das escolas, a formação de professores e a utilização de material didático. O levantamento aponta que cerca de 310 mil alunos do 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental de mais de 4.500 escolas públicas participaram da avaliação.

Ensino Médio e Escolas Regulares em Tempo Integral
Ao comentar os dados do Spaece, o governador Camilo Santana pediu ênfase no trabalho realizado com os alunos que chegam ao Ensino Médio. O chefe do Executivo lembrou de ações como o programa #ChegueiEnsinoMédio, feito na proposta de dar as boas-vindas e preparar alunos de todos os municípios do Estado que saem do Ensino Fundamental para o Médio. Camilo Santana lembrou que há dez anos o índice de abandono dos alunos na rede pública era de 21%, e que esse número já foi reduzido para 10,6%, graças aos esforços de todos envolvidos na Educação do Estado do Ceará.
O governador analisou ainda que os avanços através da implantação das escolas de tempo integral pelo Estado serão de grande importância para a garantia de mais jovens concluindo o Ensino Médio. "A gente tem feito um esforço no sentido de também avançarmos significativamente no Ensino Médio, principalmente na Escola de Tempo Integral. Iniciamos as primeiras escolas em 2015, 26 escolas regulares, e este ano são mais 45, passando para 71 escolas. Somadas às 116 escolas profissionalizantes em tempo integral, a cada quatro escolas da rede estadual, uma será em tempo integral. O sonho é chegar, até o final do governo, trabalhando muito com criatividade e parceria, com a metade das escolas estaduais de Ensino Médio no Estado em tempo integral. Não tenho dúvidas de que isso é mais oportunidade para os nossos jovens e medida importante na prevenção contra a violência, gerando oportunidade de futuro para toda essa moçada no Ceará", expôs.
Programa
Em 2007, o Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic) iniciou suas atividades com a meta de garantir a alfabetização dos alunos matriculados no 2º ano do Ensino Fundamental da rede pública cearense. A partir de 2011, para expandir essas ações ao 3º, 4º e 5º anos, foi lançado o Programa Aprendizagem na Idade Certa (Paic +5). Em dezembro de 2015, o governador Camilo Santana lançou o Mais Paic - Programa de Aprendizagem na Idade Certa, que além da Educação Infantil e do 1º ao 5° ano, passou a atender também do 6° o 9° ano nas escolas públicas cearenses.
"A pactuação através do Paic permitiu que o Ceará tivesse, de 2007 a 2016, um crescimento e chegando ao indicador desejável. Isso sem deixar de manter os indicadores permanentemente em crescimento. O resultado em 2016 é que tivemos um crescimento desejável acima de 150 na proficiência média e nós alcançamos 185,6 em 2016 no Spaece Alfa na alfabetização do Estado do Ceará. Portanto, um dado muito positivo fruto da pactuação e da parceria de educadores, alunos e professores do Estado do Ceará", explicou o governador.

Spaece – Escalas
Em 2007, ano de implantação do Paic, a média de proficiência alcançada no 2º ano do Ensino Fundamental foi de 119,1 pontos, o que corresponde ao padrão intermediário. Em 2016, alcançou 185,6 pontos, o que demonstra uma evolução para o padrão suficiente, ou seja, melhor nível da escala.



Prêmio Escola Nota Dez
Com o objetivo de reconhecer o esforço em prol da alfabetização logo nos primeiros anos de escolaridade e a continuidade desse trabalho nas séries seguintes, existe o Prêmio Escola Nota Dez. Instituída pelo Governo do Ceará, a premiação está em sua nona edição.
Fonte: SEDUC CE

DIVULGADOS RESULTADOS PRELIMINARES DO SPAECE 2016 RELATIVOS AO 2º, 5º E 9º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

A Secretaria da Educação do Ceará divulga os resultados preliminares dos alunos a partir do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece) 2016 referentes ao 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental.
Para ver todas as informações, clique AQUI.
Fonte: SEDUC CE

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

IFCE SOBRAL - CHAMADA DA LISTA DE ESPERA DO SISU SERÁ NOS DIAS 21 E 22

Chamadas orais ocorrem às 09 horas, no pátio do Bloco Didático
O campus de Sobral do Instituto Federal do Ceará (IFCE) realiza, nos próximos dias 21 e 22 de fevereiro, a chamada da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As vagas são para os cinco cursos superiores ofertados: Licenciatura em Física, Tecnologia em Alimentos, Tecnologia em Irrigação e Drenagem, Tecnologia em Mecatrônica Industrial e Tecnologia em Saneamento Ambiental.
Os candidatos habilitados para concorrer devem comparecer ao campus, no pátio do Bloco Didático, às 9 horas, munidos da documentação prevista no edital. A chamada será realizada de forma oral, nominalmente, por ordem de classificação. No mesmo dia, até as 17 horas, o candidato faz a pré-matrícula.
No dia 21 de fevereiro (terça-feira), ocorre a chamada para os cursos de Física e Alimentos. Já no dia 22 de fevereiro (quarta-feira), é a vez dos cursos de Irrigação e Drenagem, Mecatrônica Industrial e Saneamento Ambiental

Resultado: 16/02, no site www.ifce.edu.br.
Chamada e pré-matrícula: 21/02 (Física e Alimentos) e 22/02 (Irrigação e Drenagem, Mecatrônica Industrial e Saneamento Ambiental), às 9 horas, no pátio do Bloco Didático.
Divulgação da lista dos assinantes do Termo de Vagas Remanescentes: 01/03, no site www.ifce.edu.br.
Convocação dos candidatos para preenchimento das vagas remanescentes: 15/05 a 19/05, por telefone e e-mail.
Fonte: IFCE

DIVULGADO EDITAL DE LISTA DE ESPERA DO SISU 2017 DA UFC

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UFC divulgou nesta sexta-feira (10) o edital de chamada de Lista de Espera relativo ao Sisu 2017. O documento contém as normas e datas do processo para o provimento das vagas ainda não ocupadas após a chamada regular.
De acordo com o Edital nº 10/2017, até as 23h59min do dia 16 de fevereiro, será divulgada a lista dos candidatos aptos, por curso, grau, turno e classe de concorrência, em ordem de classificação, assim como o quantitativo e as informações acerca das vagas que deverão ser preenchidas pela chamada de lista de espera.
A seleção será feita com base nos resultados obtidos pelos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2016, considerando-se a ordem de classificação do candidato no Sisu referente a curso, grau, turno e classe de concorrência pretendidos.
Na lista, cada candidato será assinalado como "classificado" ou "não classificado". Serão considerados classificados os que estiverem dentro do número de vagas disponíveis e estarão aptos a solicitar matrícula entre os dias 20 e 24 de fevereiro, na capital, e de 21 a 23 de fevereiro, para os cursos sediados no interior do estado. O candidato deve verificar com atenção, no Anexo I do edital, dia e horário da chamada de seu curso. 
Já os que estiverem fora do número de vagas disponíveis serão considerados "não classificados", mas poderão se inscrever em Banco de Suplentes para serem chamados, caso haja novas desistências e/ou desocupações de vagas. As inscrições serão no mesmo período da solicitação de matrícula dos classificados. Como a chamada não será nominal, não haverá fechamento de portões, e o estudante pode comparecer ao local a qualquer momento dentro do horário determinado.
A documentação exigida, tanto para classificados quanto para classificados, é a mesma e está informada no Anexo II do edital
Etiqueta - Somente após a liberação da Lista de Espera pelo Ministério da Educação, com a indicação de classificados e não classificados será disponibilizada a ferramenta para gerar documentos e a etiqueta de identificação dos candidatos. Esta etiqueta deverá ser impressa e colada em envelope de 260 mm x 360 mm (ou semelhante), a ser entregue aberto e contendo toda a documentação exigida, no ato de solicitação de matrícula (para os classificados) ou de inscrição no Banco de Suplentes (para os não classificados). 
Aos candidatos que precisarão fazer solicitação de matrícula na Lista de Espera ou inscrição em Banco de Suplentes por meio de procuração, recomendamos que encaminhe a documentação ao procurador com antecedência. O mesmo poderá imprimir e assinar etiqueta e termo de ciência quando disponibilizados no gerador de documentos.
Fonte: SISU UFC

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

MESTRADO EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ABRE INSCRIÇÕES PARA 401 VAGAS

Instituto Federal do Ceará é um dos 18 polos de oferta do curso com 24 vagas
IFCE é um dos polos do programa
O Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) abre, nesta quarta-feira (08), o prazo de inscrição para o preenchimento de 401 vagas do mestrado na área. O curso será ofertado em rede por 18 institutos federais de todo o Brasil. As inscrições vão até 10 de março, pelo site do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), na página do processo seletivo.
A taxa é de R$ 70 e será paga por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU). O candidato deverá preencher um formulário eletrônico com dados pessoais, informações sobre formação acadêmica e atuação profissional. Além disso, deverá indicar se concorre a vagas reservadas para servidores ou não, e escolher em qual instituição pretende cursar o mestrado.
Será aplicado, no dia 9 de abril, um exame nacional de acesso, que contará com 30 questões objetivas e uma discursiva. Poderão participar da seleção pessoas que tenham diploma de curso superior ou declaração de conclusão de curso superior devidamente reconhecido (ou revalidado) por órgãos competentes do Ministério da Educação. O resultado final sai no dia 29 de maio, e as aulas começam no mês de agosto.
Confira aqui edital.
Fonte: IFCE

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

UVA DIVULGA EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA

A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) publicou na sexta-feira, 03 de fevereiro de 2017, a Chamada Pública de Seleção de candidatos à Terceira Turma do Mestrado Profissional em Saúde da Família (MPSF), promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), UVA e outras sete Instituições Nucleadoras, integrantes da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família (RENASF). Para a UVA são ofertadas 25 vagas e as inscrições poderão ser feitas no período de 6 a 24 de março, conforme as instruções indicadas no Edital nº01/2017.
O MPSF é destinado a profissionais com graduação na área de Saúde e exerçam atividades de gestão, atenção ou preceptoria em serviço na Estratégia Saúde da Família. Com duração mínima de 18 meses e máxima de 24 meses, o curso totaliza 960 horas, sendo 20% de atividades não presenciais.
O Mestrado Profissional em Saúde da Família, ofertado em rede e recomendado pela CAPES, possui três linhas de pesquisa: Promoção da Saúde; Atenção e Gestão do cuidado em Saúde; e Educação na Saúde. NA UVA, o curso é ministrado no Centro de Ciências da Saúde (CCS), no campus do Derby e são coordenadoras as professoras Maristela Inês Osawa Vasconcelos e Maria Socorro Araújo Dias (Adjunta).
De acordo com o Edital, o MPSF tem como objetivos o “fomento de lideranças para a Estratégia Saúde da Família, aptas a exercer atividades de investigação e de ensino em serviço, sem afastarem-se de suas atividades na atenção ou gestão; fomentar o trabalho em equipe através do diálogo entre profissionais da Estratégia Saúde da Família e dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF); e articular elementos da educação, atenção, gestão e investigação no aprimoramento da Estratégia Saúde da Família e do Sistema Único de Saúde (SUS), com ênfase na atenção básica”.
As demais Instituições Nucleadoras, que juntamente com a Fiocruz e a UVA integram a Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família (RENASF) são: Universidade Estadual do Ceará (UECE); Universidade Regional do Cariri (URCA); Universidade Federal do Ceará (UFC); Universidade Federal do Maranhão (UFMA); Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Universidade Federal da Paraíba (UFPB); e Universidade Federal do Piauí (UFPI).
Saiba mais: (88) 3614-2439.
Fonte: UVANET

GOVERNADOR CAMILO SANTANA ASSINA ATO DE NOMEAÇÃO DE 23 PROFESSORES APROVADOS EM CONCURSO PÚBLICO DA UVA

O Governador Camilo Santana assinou na tarde desta terça-feira, 07 de fevereiro de 2017, o Ato de Nomeação dos 21 professores aprovados no Concurso Público para Professor Efetivo Assistente e Adjunto da UVA, realizado em agosto de 2016 (Edital Nº 12/2016). A nomeação inclui, ainda, dois professores aprovados no Concurso Público anterior (Edital nº 02/2015) que assumirão as vagas surgidas por desistências dos aprovados. O Reitor Fabianno Cavalcante de Carvalho esteve presente à assinatura do Ato de Nomeação, realizada no Gabinete do Governador, no Palácio da Abolição, em Fortaleza.
Depois da publicação das nomeações no Diário Oficial do Estado – que inclui a convocação dos candidatos aprovados – os professores deverão se apresentar ao Departamento de Recursos Humanos da UVA, no campus Betânia, no prazo estabelecido no Ato de Nomeação, para entrega da documentação exigida no Edital do Concurso.
O Reitor da UVA agradeceu o apoio do Governador Camilo Santana e o compromisso do Governo do Estado com a renovação e ampliação do corpo docente da UVA. “A Administração da UVA se empenhou bastante para que conseguíssemos concluir mais esse concurso, cumprindo todas as etapas e procedimentos próprios da administração pública”, afirma o Reitor Fabianno Cavalcante de Carvalho.
Fonte: UVANET

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

INSCRIÇÕES PARA O VESTIBULAR UVA 2017.1 SE INICIAM DIA 13

Nesta quarta-feira, 1º de fevereiro, a Universidade Estadual Vale do Acaraú lançou o edital nº 01/2017, o qual disciplina e orienta a realização do vestibular 2017.1 desta Universidade. Tal vestibular visa preencher 850 vagas em 23 cursos de graduação, distribuídos conforme tabela a seguir.

CURSO
MODALIDADE
VAGAS
TURNO
ADMINISTRAÇÃO
BACHARELADO
40
NOITE
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
BACHARELADO
25
INTEGRAL
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
LICENCIATURA
25
INTEGRAL
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
BACHARELADO
40
MANHÃ
CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO
BACHARELADO
30
INTEGRAL
CIÊNCIAS SOCIAIS
BACHARELADO
25
NOITE
CIÊNCIAS SOCIAIS
LICENCIATURA
25
NOITE
DIREITO
BACHARELADO
40
TARDE
EDUCAÇÃO FÍSICA
BACHARELADO
40
INTEGRAL
ENFERMAGEM
BACHARELADO
40
INTEGRAL
ENGENHARIA CIVIL
BACHARELADO
40
INTEGRAL
FILOSOFIA
LICENCIATURA
40
NOITE
FÍSICA
LICENCIATURA
50
NOITE
GEOGRAFIA
LICENCIATURA
25
MANHÃ
HISTÓRIA
LICENCIATURA
50
NOITE
LETRAS – PORTUGUÊS
LICENCIATURA
40
NOITE
MATEMÁTICA
LICENCIATURA
35
NOITE
PEDAGOGIA
LICENCIATURA
40
MANHÃ
PEDAGOGIA
LICENCIATURA
40
NOITE
QUÍMICA
BACHARELADO
40
INTEGRAL
QUÍMICA
LICENCIATURA
40
NOITE
SUPERIOR EM TECNOLOGIA DA CONST. DE EDIFÍCIOS
TECNOLÓGICO
40
NOITE
ZOOTECNIA
BACHARELADO
40
INTEGRAL
TOTAL
-
850
-

Os candidatos deverão efetuar a sua inscrição de 13 de fevereiro a 03 de março através do site https://vestibular.uvanet.br. Quem desejar pedir isenção deverá efetuar a sua inscrição de 13 a 17 de abril, de 08 às 11 horas e de 14 às 17 horas.
Pode se candidatar a uma das vagas qualquer estudante que tenha concluído o ensino médio, ou estudos equivalentes, até os dias 29 e 30 de maio de 2017, data da matrícula dos aprovados.
A taxa de inscrição é de R$ 100,00. Alunos de escola pública que fizerem o pedido de isenção no devido prazo pagarão apenas R$ 50,00 através de boleto bancário, o qual deverá ser pago até o dia 06 de março de 2017. O resultado dos pedidos de isenção será divulgado no dia 24 de fevereiro de 2017 no site da Universidade.
Alunos de escolas públicas deverão levar fotocópia e original do histórico escolar constando as escolas em que cursaram as três séries do Ensino Médio. Tais documentos deverão ser entregues à CEPS. Para estudantes que estão cursando o segundo semestre do 3º ano do ensino médio serão necessários declaração da escola de que o estudante está no segundo semestre do 3º ano e histórico escolar em que conste a escola pública em que o estudante cursou o 1º e o 2º anos.
Portadores de deficiência deverão levar atestado médico, expedido há no máximo 12 meses da data da inscrição, em que conste o CID - 10 da deficiência do candidato.
Uma pessoa pode levar o pedido de isenção de até 5 candidatos.
O cartão de informação, em que constarão horários, datas e locais de prova, será disponibilizado aos candidatos a partir do dia 03 de abril de 2017.
As provas deste vestibular serão aplicadas no dia 09 de abril do corrente ano, em local a ser definido no cartão de confirmação. O CANDIDATO SÓ PODERÁ FAZER A PROVA SE APRESENTAR UM DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO COM FOTO E O CARTÃO DE INFORMAÇÃO. Entrada de retardatários também não será aceita.
A divulgação dos resultados será no dia 12 de maio de 2017, no site da instituição. Os aprovados farão sua matrícula nos dias 29 e 30 de maio de 2017.
Ainda no dia 30 de maio, a partir das 20 h, haverá a divulgação das vagas remanescentes. Os candidatos CLASSIFICÁVEIS, dentro do limite de vagas, deverão se apresentar nos dias 31 de maio e 01 de junho, de 9 às 17 horas, para se matricularem. Persistindo vagas remanescentes, será divulgada uma segunda chamada de classificáveis no dia 01 de junho, às 20 h.
Os candidatos classificáveis deverão se matricular no dia 02 deste mesmo mês e ano, PONTUALMENTE às 9 h. Perderão o direito à vaga nesta segunda chamada de classificáveis quem não estiver presente à chamada.