sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

UVA, UECE E URCA DEVERÃO ADOTAR SISTEMA DE COTAS PARA INGRESSO EM CURSOS DE GRADUAÇÃO ATÉ 2018

Ato Oficial de sanção da Lei nº 16.197, em 17/01/2017, no Palácio da Abolição,
teve a presença dos reitores Fabianno Cavalcante de Carvalho (UVA),
Jackson Sampaio (UECE) e Patrício Melo (URCA),
além do Secretário Inácio Arruda (SECITECE).
Com a publicação no Diário Oficial de 18/01/2017, da Lei nº 16.197, que institui o sistema de cotas em Instituições Estaduais de Ensino Superior do Ceará, sancionada no dia 17 de janeiro de 2017 pela Governadora em Exercício do Estado, Desembargadora Iracema do Vale, as três universidades estaduais cearenses – UVA, UECE e URCA – deverão adotar o sistema de cotas para ingresso de estudantes em seus cursos de graduação. O sistema de cotas terá vigência de dez anos, de acordo com a nova Lei, de autoria do Deputado Zé Ailton Brasil (PP) e aprovada pela Assembleia Legislativa, em 22 de dezembro de 2016.
As universidades e os Institutos Centro de Ensino Tecnológico (CENTEC) de Juazeiro do Norte e Quixeramobim deverão reservar em cada processo seletivo “no mínimo 50% (cinquenta por cento) de suas vagas para os alunos que comprovem ter cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas municipais ou estaduais, situadas no Estado do Ceará”, e “no mínimo 3% (três por cento) de suas vagas para estudantes comprovadamente com necessidades especiais, nos termos da legislação específica”.
Ainda de acordo com a nova Lei, em seu Art. 2º, parágrafo 3º, as vagas deverão ser reservadas, também, a estudantes “autodeclarados pretos, pardos e indígenas, em proporção no mínimo igual a de pretos, pardos e indígenas da população cearense, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE”.
As Instituições de Ensino Público Superior deverão implantar o sistema de cotas a partir do Processo Seletivo 2018.1 e fazer as adequações necessárias ao atendimento de alunos com necessidades especiais até o Processo Seletivo 2019.1, conforme estabelece o Art. 8º.
A solenidade na qual foi sancionada a Lei nº 16.197 contou com a presença dos reitores Fabianno Cavalcante de Carvalho (UVA), Jackson Sampaio (UECE) e Patrício Melo (URCA), além do Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado, Inácio Arruda.
Fonte: UVANET

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

SISU - UFC OFERTA 6.288 VAGAS NO SISU 2017

Inscrições na próxima semana
As inscrições no Sisu 2017 estarão abertas de 24 a 27 de janeiro. Nesta edição, a UFC ofertará 6.288 vagas em 110 cursos de graduação presencial. As notas do Enem já podem ser acessadas.
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quarta-feira (17), o cronograma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2017. As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, necessárias para a inscrição no sistema, também foram publicadas hoje.
A inscrição deverá ser feita na página do Sisu/MEC na internet. Estarão aptos a concorrer estudantes que tenham participado do Enem 2016, com ensino médio completo e que não tenham tirado zero na redação. Cada candidato poderá fazer até duas opções de curso.
O edital, com mais detalhes sobre o Sisu 2017, deverá ser publicado pelo MEC nesta quinta-feira (19). Também a partir de amanhã, será aberta a consulta às bases de dados das instituições, com os cursos e vagas disponíveis.
A Universidade Federal do Ceará (UFC) ofertará um total de 6.288 vagas em 110 cursos de graduação presencial nos campi de Fortaleza, Sobral, Quixadá, Russas e Crateús.
Sisu – O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Enem.
UFC – A UFC aderiu ao Sisu em 2010, com ingresso em 2011, já com 100% das vagas da graduação presencial. Desde 2012, a UFC se destaca entre as instituições mais procuradas do País no Sistema. Na edição anterior, a Universidade recebeu mais de 160 mil inscrições, de acordo com o balanço final do Sisu 2016 elaborado pelo MEC.
Dúvidas somente pelo e-mail ingresso-sisu@prograd.ufc.br.
Fonte: SISU UFC

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

50% DAS VAGAS - GOVERNO SANCIONA LEI DE COTAS PARAS AS UNIVERSIDADES ESTADUAIS DO CEARÁ

Lei reservará 50% das vagas para estudantes que comprovem ter cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas
O governo do Ceará irá sancionar, nesta terça-feira (17), a lei que institui o sistema de cotas nas universidades de Ensino Superior do estado. De autoria do deputado Zé Ailton Brasil (PP), a lei nº 244 foi aprovada em 22 de dezembro de 2016, e terá vigor pelos próximos 10 anos.
A lei será sancionada pela governadora em exercício do Ceará, desembargadora Iracema do Vale, às 16 horas, no Palácio da Abolição.
A lei tem vigor de, pelo menos, 10 anos (FOTO: Divulgação)
As instituições públicas de Educação Superior do Estado do Ceará reservarão, em cada concurso seletivo para ingresso nos cursos de graduação, por curso e turno, no mínimo 50% de suas vagas para os alunos que comprovem ter cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas municipais ou estaduais. 
Para o secretário da Secitece, Inácio Arruda, secretaria responsável pelas políticas da Educação Superior no Estado, a nova lei irá permitir que camadas importantes da população tenham acesso à universidade.
“Agora, iremos garantir que no Ceará todos os cursos, e não apenas determinadas áreas, tenham 50% dos alunos vindos da escola pública”, garante Inácio, acrescentando que “esta é uma conquista da luta dos estudantes, principalmente, e da elevação da consciência de determinados setores da comunidade acadêmica e da esfera governamental”.
No ensino superior federal, a lei que garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos foi sancionada em 2012.
O Ceará conta com três universidades estaduais: Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e Universidade Regional do Cariri (Urca), além de duas Faculdades de Tecnologia Centec em Juazeiro do Norte e Quixeramobim.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

PROFESSORES SÃO BENEFICIADOS COM RATEIO DE R$ 58,7 MILHÕES

Como parte do compromisso assumido pelo governador Camilo Santana, o Governo do Ceará vai liberar, em folha suplementar nesta sexta-feira (13), R$ 58,7 milhões advindos do saldo do Fundeb 2016 para serem rateados entre mais de 20 mil professores efetivos e temporários da rede pública estadual de ensino. O valor representa praticamente um 14º salário dos professores estaduais. 
O rateio é proporcional à remuneração e ao tempo de efetivo trabalho em 2016 e varia de R$ 500,00 a R$ 5000,00. Entre os beneficiados 50% dos professores efetivos receberão em média R$ 4000,00 e 45% dos temporários, entre R$ 1.200,00 a R$ 2200,00.
Serão contemplados docentes lotados nas escolas e nos órgãos Crede/Sefor e sede da Secretaria da Educação. Esta é mais uma conquista dos nossos professores, que têm dado tanto orgulho à educação do nosso Estado. 
Confiram os critérios e valores por matrícula: 
Fonte: SEDUC CE

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

PESQUISADORES DA UVA PURIFICAM DUAS NOVAS FORMAS DE ENZIMAS VEGETAIS COM ELEVADO VALOR BIOTECNOLÓGICO

Um grupo formado por pesquisadores da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e Embrapa Caprinos e Ovinos consegui a purificação parcial e estabilidade térmica de duas formas de peroxidases (POX), denominadas PdP I e PdP II. A pesquisa, desenvolvida nos laboratórios de Biologia Experimental (LABEX) e Química Analítica (LAQA) da UVA foi feita com os frutos da espécie vegetal Pithecellobium dulce – comum em vários estados do Nordeste e conhecida como mata-fome – e publicada em 26 de dezembro de 2016 na Revista Virtual de Química, da Sociedade Brasileira de Química (SBQ). 
O trabalho foi desenvolvido pelo grupo de pesquisadores formado pela Prof.ª Dr.ª Lúcia Betânia da Silva Andrade e Prof.ª Dr.ª Marlene Feliciano Figueiredo (Ciências biológicas/LABEX); pela Dr.ª Hévila Oliveira Salles (Embrapa Caprinos e Ovinos) e coordenado pelo Prof. Dr. Murilo Sérgio da Silva Julião (Química/LAQA).
A PdPI e a PdPII são proteínas básicas e ácidas, respectivamente, e a pesquisa desenvolvida aponta o potencial da espécie vegetal como fonte de peroxidase. “O estudo demostra a aplicação potencial dessas enzimas na modificação de biossensores, utilizados em análises laboratoriais de patologias e na indústria alimentícia, por exemplo, além de outras atividades com o uso de biotecnologia. Para se ter uma ideia do valor desse tipo de enzima, 1,0 mg de POX chega a custar, em média, 50 reais”, explica a Professora Betânia Andrade.
Os pesquisadores continuam os trabalhos com a Pithecellobium dulce para obter biosensores a partir das peroxidases PdP I e PdP II. Para ler o artigo completo, publicado na Revista Virtual de Química acesse AQUI

Pithecellobium dulce 
Árvore exótica de característica invasora no bioma caatinga, nativa da América Central e Costa do Pacífico, utilizada muitas vezes na arborização urbana, chamada também "espinheiro" ou "ingá doce".
Fonte: UVANET

UFC ABRE SELEÇÃO PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA

A Universidade Federal do Ceará abre seleção para oito cursos de graduação a distância neste primeiro semestre de 2017. As inscrições iniciam hoje (9), de forma on-line (site da CCV: www.ccv.ufc.br), e encerram no domingo dia 15 de janeiro. Ao todo são ofertadas 2.700 vagas nas licenciaturas em: Física, Matemática, Química, Pedagogia, Letras Português, Letras Inglês e Letras Espanhol, assim como no bacharelado em Administração com Foco em Gestão Pública.
Inscrições pela internet: AQUI
As vagas são destinadas a 21 polos no estado do Ceará que ficam situados nos municípios de: Aracoiaba, Beberibe, Brejo Santo, Camocim, Campos Sales, Caucaia, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Maranguape, Meruoca, Orós, Piquet Carneiro, Quiterianópolis, Quixadá, Quixeramobim, Russas, São Gonçalo do Amarante, Sobral e Tauá.
Para participar da seleção, os interessados precisam ter realizado uma das quatro últimas edições do Enem: em 2013, 2014, 2015 ou 2016. As inscrições são feitas pela internet e totalmente gratuita no período de 9 a 15 de janeiro. (Para quem quer consultar nota das edições anteriores, acesse: http://portal.inep.gov.br/web/enem/edicoes-anteriores).
Os cursos de graduação a distância da UFC fazem parte do Sistema Universidade Aberta do Brasil, a UAB, um programa do Ministério da Educação e Capes em parceria com as Instituições Públicas de Ensino Superior. Apesar de serem realizados pela modalidade de educação a distância, os cursos mantém a mesma qualidade e compromisso dos demais cursos da UFC. São graduações gratuitas, com carga-horária e matriz curricular equivalente aos dos cursos presenciais da instituição.
Outras informações:
Fonte: UFC VIRTUAL

UECE OFERECE CURSOS GRATUITOS DE ESPECIALIZAÇÃO À DISTÂNCIA

São 1.745 vagas distribuídas por cursos e polos nos municípios do Ceará
Os cursos serão integralmente financiados pela Capes/MEC
por meio da UAB com contrapartida da Uece. (Foto: Alex Costa)
A Universidade Estadual do Ceará (Uece), em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), está com inscrições abertas até o próximo dia 19 de janeiro para seleção de alunos para 1.745 vagas em cursos de Especialização na modalidade Educação à Distância (EaD). Os cursos serão integralmente financiados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O Edital de Chamada Pública pode ser lido aqui.
Poderão se candidatar portadores de diploma em qualquer área do conhecimento nas modalidades de licenciatura plena, de bacharelado ou de graduação tecnológica. O preenchimento da ficha de inscrição será feito exclusivamente pela internet, no site http://www.uece.br/sate.
As vagas serão distribuídas por cursos e polos nos municípios do Ceará. Os cursos ofertados são: Gestão Pública; Gestão Pública Municipal; Gestão em Saúde; Gestão Pedagógica da Escola Básica; Educação Física na Educação Básica; Tecnologias Digitais para a Educação Básica; Educação à distância: fundamentos e ferramentas; Artes com ênfase em Música; Tradução Audiovisual Acessível/Audiodescrição; Tradução Audiovisual Acessível/Legendagem; e Língua Inglesa.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

NA MESA DE NEGOCIAÇÃO, SEDUC CONFIRMA RATEIO ACIMA DE R$ 40 MILHÕES

O Sindicato APEOC “raspou o tacho” e confirmou que a verba do rateio do Fundeb é maior que o valor anunciado pelo governador Camilo Santana, no último dia 29 de dezembro. Em reunião na manhã desta sexta-feira (06) no Cambeba, o secretário da Educação, Idilvan Alencar, apontou que o recurso é superior a R$ 40 milhões, graças a um depósito adicional oriundo da repatriação da União ao Estado feito na noite do dia 30 de dezembro. O Sindicato APEOC já havia realizado um estudo técnico e tinha convicção desse montante extra.
O Sindicato APEOC vai exigir que o Governo cumpra a palavra de Camilo Santana e realize o pagamento do valor total do rateio no dia 13 de janeiro, como foi anunciado pelo chefe do Executivo. Idilvan Alencar afirmou que ainda aguarda o envio dos dados completos por parte da Sefaz para divulgar o montante a ser pago. “Assim que eu receber essas informações, vou convocar o Sindicato para repassar o valor exato”, disse o secretário.
Critérios
Os critérios para o rateio do Fundeb de 2016 serão os mesmos de 2012, pago em 2013. Serão contemplados os profissionais do Magistério em pleno exercício da atividade, que recebem PVR (Parcela Variável Remuneratória).
- Efetivos: docentes em sala de aula, professores gestores, professores lotados em laboratórios, salas de multimeios, PCA, professores lotados em Crede´s e na Seduc;
- Temporários.
O valor vai ser proporcional à remuneração, à carga horária e ao tempo de trabalho. Aqueles servidores que se afastaram para aposentadoria ao longo do ano passado receberão o valor proporcional ao tempo trabalhado. A regra também vale para os temporários que tiveram o contrato suspenso ao longo do ano.
Rateio para Doutores
Mesmo não recebendo PVR, este ano os professores doutores serão contemplados pelo rateio. O secretário da Educação se comprometeu em enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei para incluir os profissionais com doutorado, alterando a lei de 2012 que só contemplava os professores que recebem PVR.
A verba referente ao pagamento dos doutores será empenhada e a previsão é que o pagamento seja feito em março, após o retorno das atividades legislativas.
Mesa de Negociação
A audiência dessa sexta foi solicitada pelo Sindicato APEOC ainda no dia 28 de dezembro de 2016. Além do presidente Anizio Melo; o vice-presidente, Reginaldo Pinheiro; o secretário geral, Helano Maia; a tesoureira, Penha Alencar; e o consultor André Carvalho, também participaram. O secretário Idilvan Alencar estava acompanhado de equipe técnica.
Anizio Melo reforçou a importância de espaços como este proporcionados pela Mesa de Negociação Permanente Sindicato APEOC-Seduc. Ele disse que vai continuar cobrando a execução do rateio no prazo anunciado pelo governador e espera que o Governo cumpra sua palavra.
Fonte: APEOC

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

SISU - A PARTIR DESTE ANO, INSTITUIÇÕES DE ENSINO TERÃO MAIS OPÇÕES PARA USAR AS NOTAS DO ENEM

As instituições públicas de educação superior que adotam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o preenchimento de vagas em cursos de graduação terão, a partir deste ano, mais flexibilidade na utilização das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A Portaria Normativa nº 2/2017, publicada nesta quinta-feira, 5, faz alterações na legislação anterior, o que permite ampliar as opções de peso e de notas mínimas estabelecidas pelas instituições referentes às provas do Enem para a seleção dos candidatos.
A principal alteração diz respeito ao inciso IV do artigo 5º da norma anterior (Portaria Normativa do MEC nº 21, de 5 de novembro de 2012). A partir de agora, as instituições participantes do Sisu podem exigir dos candidatos, para cada curso e turno ofertado, uma média mínima referente a todas as provas do Enem ou continuar a indicar uma nota mínima para cada uma das provas. Uma terceira opção é um combinado entre essas duas possibilidades. Ou seja, usar a nota mínima por prova e também a média obtida com a soma dessas notas. 
A mudança pode beneficiar estudantes que conseguem média considerada adequada pela instituição de educação superior, mas que têm desempenho inferior em alguma das provas. “Essa mudança reforça a autonomia das instituições nos termos do artigo 207 da Constituição Federal”, afirma o diretor substituto de políticas e programas de graduação do MEC, Fernando Augusto Bueno.
As demais alterações contidas na portaria normativa buscam ajustar a legislação à prática da sistemática operacional das instituições, ao diferenciar matrícula de registro acadêmico. A portaria anterior não fazia menção ao registro acadêmico, o que ocasionava peculiaridades, como um estudante estar matriculado num semestre letivo vigente em uma instituição e, ao mesmo tempo, ter o nome em registro acadêmico para o semestre subsequente em outra.
Vínculo — “Essa alteração era um pedido nosso”, explica a diretora do Departamento de Registro e Controle Acadêmico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Daniele Claudia Matta Fagundes Zarate. Ela explica que o procedimento de matrícula para o segundo semestre depende de oferta de atividades que somente são cadastradas em data posterior à efetivação do registro. “Pode parecer detalhe, mas há candidatos que questionam esse procedimento”, diz ela, especialmente nas situações em que ele é convocado em segunda opção para o primeiro semestre em uma determinada instituição e, em primeira opção, por exemplo, na UFMG. “A alegação é que não houve matrícula, apenas registro. Portanto, sentem-se no direito de ficar vinculados às duas instituições”, esclarece Daniele.
A nova portaria normativa evita essa situação. “A legislação brasileira não permite que um mesmo aluno ocupe duas vagas em instituição pública de ensino”, explica Fernando Augusto Bueno.
Outra alteração, que também evitará ações judiciais, é o acréscimo do inciso VIII ao artigo 8º. O objetivo é deixar claro que a competência para o cumprimento de eventuais decisões judiciais correlatas à ocupação de vagas é exclusiva das instituições participantes do Sisu.
A Portaria Normativa do MEC nº 2/2017, com as alterações referentes à nova edição do Sisu foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 5, seção 1 página 18.
Fonte: MEC

INSTITUTO FEDERAL ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS TÉCNICOS EM SOBRAL

Inscrições podem ser feitas entre os dias 9 e 19 de janeiro. São 245 vagas
O campus de Sobral do Instituto Federal do Ceará (IFCE) abrirá inscrições para sete cursos técnicos. O processo seletivo é para o semestre 2017.1. Ao todo, são ofertadas 245 vagas. As inscrições podem ser feitas entre os dias 9 e 19 de janeiro, exclusivamente pela internet.
As vagas são para sete cursos técnicos gratuitos: Agroindústria, Eletrotécnica, Fruticultura, Mecânica, Meio Ambiente, Panificação e Segurança do Trabalho. Para participar do processo seletivo, o candidato precisa ter concluído o Ensino Médio. As aulas são no turno da noite, com exceção do curso de Segurança do Trabalho, que é ofertado à tarde. Cada curso conta com 35 vagas.
Para a inscrição, é cobrado o valor de R$ 40, mas o candidato pode solicitar a isenção da taxa até o dia 11 de janeiro, desde que atenda a um dos seguintes requisitos: ter cursado integralmente o Ensino Médio em escolas da rede pública ou como bolsista integral da rede privada e ter renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ser inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal; ou ser declarado baixa renda. O pedido de isenção deve ser feito no próprio campus, de 8h às 12 horas e de 13h às 17 horas.
A data de realização das provas - Redação e Conhecimentos Gerais - será 19 de fevereiro. Para se inscrever, o candidato deve acessar o endereço eletrônico do IFCE (http://qselecao.ifce.edu.br), onde poderá também consultar o edital para obtenção de mais informações.

Serviço
Inscrições no processo seletivo 2017.1
Quando: de 9 a 19 de janeiro
Período para pedido de isenção: até 11 de janeiro
Cursos ofertados: Agroindústria, Eletrotécnica, Fruticultura, Mecânica, Meio Ambiente, Panificação e Segurança do Trabalho

Perguntas frequentes
1 - Quais os cursos técnicos ofertados pelo IFCE Sobral?
São sete cursos: Agroindústria, Eletrotécnica, Fruticultura, Mecânica, Meio Ambiente, Panificação e Segurança do Trabalho.

2 - Quais os horários do curso?
Todos os cursos técnicos são à noite (de 18h30 às 22 horas), com exceção de Segurança do Trabalho, que é no período da tarde (de 13h15 às 17h30).

3 - Os cursos são pagos?
Os cursos oferecidos pelo IFCE são gratuitos, pois se trata de uma instituição federal pública de ensino. Não há cobrança de mensalidades.

4 - Qual o tempo de duração do curso?
Em dois anos, você conclui o curso e está pronto para o mercado de trabalho.

5 - Onde posso conseguir mais informações sobre os cursos?
No nosso site, tem todas as informações básicas. É só acessar http://ifce.edu.br/sobral/campus-sobral/cursos/tecnicos/subsequentes.

6 - Qual o período de inscrições para os cursos técnicos?
O processo seletivo ocorre semestralmente. O do semestre 2017.1 será entre os dias 9 e 19 de janeiro.

7 - O que é necessário para se inscrever nos cursos técnicos de Sobral?
Para concorrer a uma das vagas, é preciso que o candidato tenha documento de identidade e CPF para informar na hora de preencher o formulário na internet (http://qselecao.ifce.edu.br/concurso.aspx?cod_concurso=3570). Também é exigido que tenha concluído o Ensino Médio.

8 - E se eu estiver no terceiro ano do ensino médio?
No dia da matrícula, o candidato precisa comprovar que concluiu o ensino médio. Ou seja, precisa do certificado.

9 - Qual o valor da taxa de inscrição?
A taxa é de R$ 40. Após o preenchimento do formulário de inscrição, é gerado um boleto bancário. o pagamento deve ser feito, impreterivelmente, até o fim do expediente bancário do dia 20 de janeiro.

10 - Posso pedir isenção da taxa?
Sim, se atender a um dos três critérios: ter cursado integralmente o Ensino Médio em escolas da rede pública ou como bolsista integral da rede privada e ter renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ser inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal; ou ser declarado baixa renda.

11 - Como e onde solicitar a isenção da taxa de inscrição?
O candidato que requerer a isenção deverá, primeiramente, realizar sua inscrição pela Internet (http://qselecao.ifce.edu.br/concurso.aspx?cod_concurso=3570) e, depois, dirigir-se ao campus do IFCE, entre os dias 9 e 11 de janeiro, de 8h às 12 horas e de 13h às 17 horas, munido do requerimento de isenção e da documentação necessária. A relação dos contemplados com a isenção será divulgada no dia 17 de janeiro de 2017, no endereço eletrônico http://qselecao.ifce.edu.br. Caso o pedido seja indeferido, será preciso pagar a taxa para que a inscrição seja efetuado com sucesso.

12 - Qual a documentação necessária para o pedido de isenção?
- Candidatos oriundos de escolas da rede pública: fotocópia da Carteira de Identidade do candidato; fotocópia do Histórico Escolar do Ensino Médio; declaração de que é membro de família com renda mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.
- Candidatos inscritos no cadastro único para programas sociais do Governo Federal: fotocópia da Carteira de Identidade do candidato; declaração válida de que está inscrito no programa.
- Candidatos declarados baixa renda: fotocópia da Carteira de Identidade do candidato; declaração válida com o Número de Identificação Social (NIS) ou apresentar cópia das três últimas contas de energia, com valor médio igual ou inferior a R$ 50 (cinquenta reais) em nome do favorecido, cônjuge, pais ou responsáveis legais.

13 - Como é a seleção? Há prova?
Sim, há prova, que será realizada no dia 19 de fevereiro (domingo), de 9h às 13 horas. O candidato faz a Redação e a prova de Conhecimentos Gerais com 45 questões do tipo “múltipla escolha”, nas seguintes áreas de conhecimento: Códigos e Linguagens e suas Tecnologias (Língua Portuguesa e Literatura Brasileira); Ciências Humanas e suas Tecnologias (Geografia e História); Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias (Biologia, Física, Matemática e Química). O conteúdo a ser estudado está disponível no edital. Lembrando que, para realizar a prova, o candidato deverá estar munido, obrigatoriamente, do documento oficial de identidade original. O cartão de identificação com o local da prova estará disponível para impressão no dia 16 de fevereiro, em http://qselecao.ifce.edu.br/concurso.aspx?cod_concurso=3570.

14 - Quando será a matrícula?
A pré-matrícula dos candidatos classificados será nos dias 13 e 14 de março, de 8h às 12 horas e de 14h às 17 horas. Para efetuar a pré-matrícula, é preciso: imprimir a ficha de pré-matrícula que estará disponível no endereço eletrônico http://qselecao.ifce.edu.br; preencher todos os itens da ficha de pré-matrícula e nela colar uma foto 3 x 4, recente e de frente, no espaço reservado para tal fim; e dirigir-se ao campus, com toda documentação especificada no edital (http://qselecao.ifce.edu.br/concurso.aspx?cod_concurso=3570).

15. Quais os documentos necessários para a matrícula?
- Para todos os candidatos aprovados: ficha de pré-matrícula, totalmente preenchida e sem rasuras; fotocópia, acompanhada do original, dos seguintes documentos: Certidão de Nascimento, Carteira de Identidade, CPF, Histórico Escolar e Certificado de conclusão do Ensino Médio (para o Ensino Técnico Subsequente, além de Histórico do Ensino Fundamental para alunos cotistas), Título de Eleitor com comprovante de votação da última eleição, se maior de 18 anos, Certificado de Quitação com o Serviço Militar, se do sexo masculino e comprovante de endereço; 2 fotos 3 x 4 recentes (não serão aceitas fotos reproduzidas com o uso de “Scanner” nem fotocópia colorida). 
- Para os candidatos optantes pelo Sistema de Cotas, com renda familiar inferior ou igual a 1,5 salário-mínimo, deverão apresentar também: formulário de informação de renda (Anexo II), devidamente preenchido, acompanhado de documentação comprobatória.

16 - Há cotas?
Em todos os cursos, 50% das vagas são destinadas a estudantes que cursaram todo o Ensino Médio (para cursos subsequentes) em escolas públicas ou que sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. A divisão do percentual de vagas está devidamente esclarecida do edital do processo seletivo.
Fonte: IFCE

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

PUBLICADA LEI QUE AUTORIZA ESTADO A CUSTEAR CURSOS DE MESTRADO

Foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (03), a Lei N° 16.156, de 23 de dezembro de 2016, que autoriza o estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação, a custear integralmente cursos de mestrado para capacitação dos servidores da SEDUC.
Os cursos serão nas áreas de Gestão e Avaliação da Educação Pública e Ensino de Ciências e Matemática e estão destinados aos servidores da SEDUC detentores de cargo efetivo ou exercentes de função.
A lei prevê que, após a conclusão do curso, o servidor permanecerá por um prazo mínimo equivalente ao dobro do período de sua duração em efetivo exercício no cargo, sob pena de ressarcir ao Estado todas as despesas realizadas pela SEDUC com a referida capacitação.
Para poder usufruir do benefício, o servidor deve seguir algumas condições, tais como: não ser reprovado, não abandonar o curso e ter, pelo menos, 75% de frequência em cada modulo cursado.
Fonte: APEOC

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

UVA TEM 2º MELHOR ÍNDICE DE APROVAÇÃO NO CEARÁ NO XX EXAME DE ORDEM DA OAB

A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) obteve o 2º melhor desempenho entre as Instituições de Ensino Superior do Estado do Ceará que tiveram alunos inscritos no XX Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em 2016. Foram 24 alunos do Curso de Direito aprovados na primeira e segunda fase, de um total de 41 participantes da UVA.
Com índice de aprovação de 58,54%, a UVA ficou atrás apenas da Universidade Federal do Ceará (UFC), que obteve 69,44 % de aprovação no Exame. Os cursos de Direito da Faculdade Leão Sampaio (FLS-Juazeiro do Norte), com 44,44%; Faculdade Sete de Setembro (FA7), 37,50%, e Faculdade Christus com 36,36%, ficaram em 3º, 4º e 5º lugar, respectivamente, na classificação do desempenho no Ceará, segundo o Portal da OAB.
De acordo com a OAB, o desempenho das Instituições de Ensino Superior é avaliado pelo número de candidatos aprovados em relação ao número de candidatos inscritos. No Ceará participaram 3.075 estudantes de 23 Instituições, tendo sido aprovados 757 graduados no XX Exame da Ordem da OAB. Veja AQUI a lista completa.
Fonte: UVANET

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

GOVERNO DO CEARÁ LANÇA TURMA DE MESTRADO PROFISSIONAL VOLTADA PARA PROFESSORES

Com o objetivo de estimular a qualificação profissional dos educadores e incentivar o aperfeiçoamento da Educação, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (Uece), lançou, nesta terça-feira (20/12), o edital para a primeira turma do curso de Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas (Específica para Tecnologia Social - Seduc) voltada aos professores efetivos e detentores de função da rede pública estadual de ensino. O processo de seleção ofertará 30 vagas para os docentes, que terão a pós-graduação financiada pelo Governo, atendendo aos termos da Lei nº 14.367, de junho de 2009, do Decreto nº 29.986, de 01 de dezembro de 2009.
Ao longo do próximo ano, 100 professores efetivos e detentores de função terão o mestrado custeado. “Esta é uma iniciativa pioneira e de extrema relevância da Secretaria da Educação e tem como foco a valorização profissional e a qualificação dos professores, buscando com isso melhorar o nível de educação da rede pública do Ceará. Essa formação vai garantir que isso possa repercutir em ações de qualidade na sala de aula”, destacou o secretário da Educação, Idilvan Alencar.
O processo seletivo da turma 2017.1 do Mestrado Profissional será realizado até 13 de janeiro de 2017, no período de 9h às 12h e 14h às 17h. O curso oferecerá as linhas de pesquisa: Avaliação de Instituições, Programas e Projetos Educacionais; Resgate de experiências exitosas na área da educação formal e informal; e Desenvolvimento e Tecnologias Sociais. A seleção constará de duas etapas: prova dissertativa e entrevista e avaliação do anteprojeto de dissertação.
Para participar, o candidato deve apresentar a seguinte documentação: ficha de inscrição disponível no site https://www.politicasuece.com/; duas fotos 3x4; comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00; cópias do RG, CPF e Título de Eleitor autenticadas em cartório; cópia do comprovante de quitação com o serviço militar autenticada em cartório; cópia autenticada do diploma do curso de graduação ou de declaração de concludente até março de 2017; cópia do histórico escolar do curso de graduação autenticado em cartório; currículo no formato Lattes; anteprojeto de dissertação em três vias e declaração de disponibilidade de tempo, no período noturno, para dedicação ao mestrado.
Os documentos poderão ser entregues e autenticados na Secretaria do Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas/MPPPP – Bloco do Centro de Estudos Sociais Aplicados (Cesa); Av. Silas Munguba, 1700 – Campus do Itaperi, Fortaleza. Para os que preferirem efetuar a inscrição por via postal, é recomendável a utilização do serviço de entrega rápida para este mesmo endereço.
O resultado da análise do projeto será divulgado no dia 18 de janeiro, enquanto a prova escrita deverá acontecer no dia 13 de fevereiro. Este resultado sairá no dia 03 de março. O resultado final será divulgado no dia 31 de março. As matrículas serão nos dias 04 e 05 de abril.
Fonte: SEDUC CE

ESCOLA MARIETA CALS SEDIA LANÇAMENTO DO LIVRO "MEMÓRIAS DE CARIRÉ A DUAS MÃOS"

Mesa de cerimonial
Diretora Livramento Dias
Estudantes presentes ao evento
Na noite desta segunda-feira (dia 19), a Escola Marieta Cals teve a honra de sediar o lançamento e noite de autógrafos do livro Memórias de Cariré a duas mãos, que tem como autora a professora Rosa Torquato, com co-autoria do Padre César.
Num evento magnífico, que contou com a presença maciça de professores, estudantes da Escola Marieta Cals, autoridades, ex-alunos, parentes e amigos da autora, muitos discursos se fizeram acontecer.
Em sua fala, a diretora Livramento Dias deu as boas vindas a todos os presentes, ressaltou a carreira profissional da autora (em especial a sua trajetória como diretora por duas gestões e professora da Escola Marieta Cals) e enfatizou a sua satisfação em receber um evento deste porte na escola em que é diretora.
Professor Alan Soares
Público presente ao evento
Representando todos os professores da Escola Marieta Cals e todos os ex-alunos da autora, o professor Alan Soares enfatizou a importância que a Dona Rosa (como é carinhosamente conhecida) teve em sua formação. Ao mesmo tempo, chamou a atenção para a relevância que uma obra desta natureza tem para a educação e a cultura de Cariré. Sua fala findou com uma citação de incentivo à leitura.
A autora Rosa Torquato, por sua vez, fez uma fala em agradecimento a todos os que colaboraram para a concretização deste sonho (que era o lançamento de um livro) e, ao relatar parte de suas memórias contidas no mesmo, causou saudosismo principalmente entre aqueles que, como ela, tiveram essas vivências em Cariré.
Também fizeram uso da palavra o ex-deputado e autor do primeiro livro sobre Cariré, Filinto Elísio; a primeira dama e secretária da educação, Virgina Aguiar; e o prefeito Antonio Martins. Todos, dentre outras coisas, enfatizaram o ganho cultural para Cariré proporcionado pela obra em questão.
Como o próprio nome sugere, o livro faz o resgate não só de fatos históricos, mas também de personalidades, eventos e monumentos carireenses.
Composto por 19 capítulos, intitulados Estrada de Ferro de Cariré, Nossa Primeira Igreja, Antiga Fábrica, O Campo da Estação, Marcos Que Não Voltam Mais, Escola Cefisa Aguiar, As Noites de Natal, Nossa Feira, Nossas Vaquejadas, A Semana Santa de Minha Infância, As Saudosas Serenatas, A Bodega da Nega, Os Blocos Carnavalescos, Uma Primeira Dama, Ginásio Cel. Quirino Rodrigues dos Santos, As Tertúlias da Biblioteca Pública, Hospital e Maternidade Ana Celestino, Escola Dona Marieta Cals, O Comboeiro Que Virou Prefeito, a obra Memórias de Cariré a duas mãos representa um marco importante seja para estudantes da História de Cariré, seja para aqueles que simplesmente pensam em reviver momentos do Cariré de outrora.
No final, ao autora autografou a obra a todos os interessados.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

UVA ABRE MATRÍCULAS PARA CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NAS ÁREAS DE BIOLOGIA, COMPUTAÇÃO, EDUCAÇÃO, LETRAS E SAÚDE

A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) está com matrículas abertas para cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) nas áreas de Biologia, Ciências da Computação, Educação, Letras e Saúde. Os cursos são ministrados em Sobral e as matrículas podem ser feitas na Pró-Reitoria de Educação Continuada da UVA (PROED), no campus da Betânia. As aulas terão início em janeiro de 2017, no Centro de Ciências da Saúde da UVA (CCS), no campus do Derby.
Os cursos de Especialização em Saúde da Família, com 360 horas, e de Especialização em Sistemas e Serviços de Saúde, com 405 horas, serão ministrados em aulas quinzenais (sextas-feiras das 18h30min às 22h e aos sábados, das 8h às 12h e das 13h às 17h). 
O curso de Especialização em Desenvolvimento de Sistemas Mobile e Web é direcionado a profissionais que atuam como Analista de Sistemas; Arquiteto e Desenvolvedores de Software, Tecnologia da Informação e, ainda, a estudantes da área de Ciências da Computação e afins. O Curso possui carga horária de 400 horas com aulas quinzenais aos sábados, das 8h às 17h.
Os Cursos de Especialização em Bioquímica e Biologia Molecular com ênfase em Saúde, Meio Ambiente e Agropecuária (360 horas); Especialização em Psicopedagogia Institucional, Clínica e Saúde (675 horas) e Especialização em Língua Portuguesa e Literatura (360 horas) terão aulas aos sábados, das 8h às 12h e das 13h às 17h. 

Outros cursos
A UVA oferece Cursos de Especialização em 17 áreas distintas – Administração, Biologia, Computação, Ciências Sociais, Contabilidade, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia, Filosofia, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Química e Zootecnia – todos com pré-inscrições abertas. A lista de Cursos de Especialização oferecidos pela UVA pode ser acessada AQUI

Por que fazer a pré-inscrição
A pré-inscrição é feita para os cursos que ainda não estão com matrículas abertas. Ela é necessária para que a PROED, a partir da demanda, passe a ofertar o curso, iniciando a matrícula. “A pré-inscrição significa a manifestação de interesse dos alunos em que seja aberta uma turma no curso que ele deseja”, explica a Pró-Reitora de Educação Continuada, Lorena Pierre. 
A pré-inscrição é, portanto, o primeiro passo para que o curso seja ofertado com a formação de turma. “As turmas são iniciadas com, no mínimo, 30 alunos e as aulas são ministradas por professores mestres e doutores da UVA e de outras instituições, o que garante o padrão de qualidade dos cursos oferecidos pela UVA”, acrescenta a Professora Lorena. 
Para fazer a pré-inscrição em qualquer dos cursos oferecidos, os interessados devem preencher o Formulário de Pré-inscrição

Sugira a criação de um Curso de Especialização 
Os alunos podem, também, sugerir a criação de um novo Curso de Especialização, além dos disponíveis na lista de oferta. Para fazer uma sugestão de curso acesse AQUI.
Para mais informações sobre Cursos de Pós-graduação da UVA, ligue para (88)3611-6669 ou acesse AQUI.
Fonte: UVANET

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

ENEM - SEGUNDA APLICAÇÃO DO ENEM 2016 TERMINA SEM OCORRÊNCIAS GRAVES

A segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 terminou neste domingo, 4, sem registro de ocorrências na logística de aplicação e apenas oito eliminações em decorrência de descumprimento de regras gerais do Edital. Desta vez, nenhum candidato foi eliminado por haver recusado a coleta do dado biométrico ou por estar portando equipamentos proibidos identificados por meio de detector de metal. "Esses números demonstram a eficácia das medidas de segurança adotadas a partir deste ano", avaliou o Ministro da Educação, Mendonça Filho.
A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, ressaltou que além do atendimento aos estudantes afetados pela ocupações em locais de prova durante a primeira aplicação, nos dias 5 e 6 de novembro, todas as situações de contingências foram analisadas com o deferimento e do atendimento aos casos devidamente justificados . "Fizemos todo o possível para e garantir a isonomia no Exame", afirmou.
Abstenção – A abstenção foi de 39,7% no primeiro dia e de 41,4% no segundo dia de provas. "Esses números foram altos em decorrência das situações específicas que o Inep precisou atender a fim de garantir que nenhum aluno se sentisse prejudicado ao longo da aplicação do Enem 2016", explicou Maria Inês Fini.
Se consideradas as duas aplicações, o Enem 2016 teve a participação de 6.005.607 dos 8.627.195 inscritos. Com isso, a abstenção final ficou em 30,4%.
O Inep investiu R$ 10,5 milhões na segunda aplicação do Enem 2016. No total, 273.524 inscritos tiveram o direito de participar das provas neste final de semana em decorrência das ocupações em locais de prova durante a primeira aplicação, em 5 e 6 de novembro. Houve ainda 4.133 casos de estudantes convocados para participar das provas por causa de contingências ocorridas naquelas datas, como interrupção do fornecimento de energia elétrica.
Segurança – Segundo a Polícia Federal , não houve prisões durante a segunda aplicação do Enem 2016. Havia suspeitos sendo monitorados, mas nenhum desses compareceu às provas. Essa informação comprova a efetividade das medidas adotadas pelo Inep na aplicação desta edição do Exame e também das operações desencadeadas pela PF seis meses antes da primeira aplicação.
Nesta edição do Enem, foram incluídos dois novos procedimentos de segurança: a coleta de dado biométrico e o uso de detector de metais em todos os participantes, na entrada e na saída dos banheiros, que até então era amostral.
Gabarito - Nesta quarta-feira, 7, o Inep divulga o gabarito oficial dos dois dias de prova para cada Caderno de Questões, que também estarão disponíveis para download no portal do Inep (portal.inep.gov.br). O gabarito também será disponibilizado pelo aplicativo Enem 2016. O resultado do Enem, para todos, está previsto para 19 de janeiro de 2017.
Clique aqui para acessar a apresentação da coletiva de imprensa.
Clique aqui para acessar as tabelas com o balanço da segunda aplicação do Enem 2016.
Fonte: INEP

sábado, 3 de dezembro de 2016

ESTUDANTES DA ESCOLA MARIETA CALS CONQUISTAM INÉDITA MEDALHA NA OBMEP, NO NÍVEL 3

Educação séria e de qualidade. Esta é uma frase que resume bem o que vem ocorrendo na Escola Marieta Cals e fazendo com que a referida escola venha, mais e mais, levando seus estudantes aos mais diversos pódios da vida.
As conquistas dos estudantes do Marieta, como são popularmente conhecidos na cidade de Cariré, estão nas mais variadas áreas. As mais recentes vieram na Olimpíada de Matemática das Escola Públicas (OBMEP), cujos resultados foram divulgados na última quarta-feira, 30 de novembro. Na ocasião, 15 estudantes desta escola se destacaram entre os premiados desta olimpíada nacional, um feito incontestável.
É importante salientar que não é de hoje que a Escola Marieta Cals tem premiados na OBMEP. Em onze edições anteriores, a escola teve alunos premiados em nove delas. Mas o que merece destaque é a grandeza e a dimensão da conquista deste ano.
Dos 15 estudantes premiados, 12 foram agraciados com menção honrosa, uma honraria para aqueles que conseguem um bom desempenho, mas não suficiente para alcançar a medalha. Em 2015 haviam sido 10 estudantes com menção honrosa, o que representa um aumento anual de 20%.
Mas o maior sucesso da escola se deu em relação às medalhas. Até então, nenhum aluno de Cariré havia conseguido medalhas no nível 3 (que corresponde ao ensino médio) nesta olimpíada. O sonho desta medalha olímpica era alimentado desde 2005, ano da primeira edição da OBMEP.
Em 2016, este tabu negativo foi quebrado não apenas por um, mas por três estudantes desta escola, os quais conquistaram medalhas de bronze e, agora, projetam ouros e  pratas para 2017.
Além da felicidade da premiação e de trazerem orgulho à nossa cidade, a qual agora entra para o restrito e seleto grupo de cidades brasileiras com medalhas no nível 3, estes três estudantes receberão bolsa em dinheiro por um ano e participarão de programas de Iniciação Científica, os quais serão de grande valia não só para que os mesmos consigam novas medalhas, mas também para suas vidas acadêmicas futuras.
Com todo este sucesso de seu alunado, a Escola Marieta Cals foi, pela segunda vez, agraciada com o título de ESCOLA PREMIADA na OBMEP, sendo contemplada, desta feita, com um troféu alusivo à referida premiação.
Para conseguirem este feito heroico, estes estudantes participaram de uma intensa preparação olímpica fornecida pela Escola Marieta Cals, com aulas voltadas para este fim que ocorreram entre os meses de abril e setembro.
É importante ressaltar que a Escola Marieta Cals dá continuidade a um projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação junto aos alunos do ensino fundamental, o projeto AO ENCONTRO DA OBMEP, desenvolvido desde o ano de 2013. Muitos dos alunos premiados em 2016 pela Escola Marieta Cals são ex-participantes deste projeto municipal, alguns já haviam inclusive sido premiado enquanto estavam no ensino fundamental.

HISTÓRICO DE PREMIAÇÕES DA ESCOLA MARIETA CALS NA OBMEP
OBMEP 2005 - 4 menções honrosas;
OBMEP 2006 - 4 menções honrosas;
OBMEP 2008 - 2 menções honrosas;
OBMEP 2009 - 1 menção honrosa;
OBMEP 2010 - 1 menção honrosa;
OBMEP 2011 - 1 menção honrosa;
OBMEP 2012 - 2 menções honrosas;
OBMEP 2014 - 2 menções honrosas;
OBMEP 2015 - 10 menções honrosas, escola premiada;
OBMEP 2016 - 3 medalhas de bronze, 12 menções honrosas, professor premiado, escola premiada.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ENEM - JUSTIÇA FEDERAL NEGA MAIS UM PEDIDO DE SUSPENSÃO DA APLICAÇÃO DAS PROVAS

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e a Advocacia Geral da União (AGU) obtiveram mais uma decisão favorável contra as repetidas tentativas do Procurador da República Oscar Costa Filho de prejudicar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. Nesta sexta-feira, 2, o juiz federal substituto da 8ª Vara Federal, Ricardo Cunha Porto, indeferiu o pedido de suspensão da aplicação das provas do Enem 2016. Esta é a quarta decisão desfavorável ao procurador este ano em relação ao Exame.
O magistrado afirmou ter convicção de que o princípio isonômico não foi ofendido em razão da ocorrência no Enem do ano em curso de duas provas de redação com temas diversos, não se justificando, nem de longe, a sua declaração de nulidade.
“Esse fato decorreu de caso fortuito já que parte dos prédios onde as provas do Enem se realizariam foi ocupada por estudantes imaturos e, em alguns casos, vândalos. A prevalecer o entendimento acerca da ofensa ao princípio isonômico, como requer o ilustre representante do MPF – que sempre agiu com denodo e preparo no seu mister – não haveria a possibilidade de um aluno fazer prova de ‘segunda chamada’, por exemplo”, deferiu o juiz federal.
O magistrado alega ser muito comum, nos dias atuais, que o aluno do ensino médio e do ensino superior faça prova de segunda chamada por ter, por algum motivo, deixado de fazer a prova da data aprazada. “Essa circunstância, no Brasil e no mundo, nunca foi objeto de questionamento com base em ofensa à igualdade. Nos dias atuais, no Século XXI, é plenamente possível e viável, através de técnicas pedagógicas, o estabelecimento em prova de conteúdo diverso do mesmo grau de dificuldade configurado na prova de primeira chamada”, defendeu.
Segunda instância – Em outro processo, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) também indeferiu o pedido de liminar do Ministério Público Federal para suspender os efeitos da prova de redação do Enem de 2016. A decisão partiu do desembargador federal convocado Ivan Lira de Carvalho e foi divulgada nesta quinta-feira, 1º de dezembro.
Segundo Ivan Lira de Carvalho, o elemento surpresa necessário para a realização da prova com isonomia entre candidatos foi mantido, não existindo nos autos, em princípio, motivos suficientes para a suspensão dos efeitos da prova de redação do Enem 2016.
A ação que pedia a suspensão dos efeitos da prova de redação do Enem 2016 já tinha sido indeferida pelo titular da 4ª Vara Federal do Ceará, juiz federal José Vidal da Silva. O MPF recorreu da decisão de primeira instância, com o objetivo de obter reversão dos seus efeitos.
Polícia – As declarações do procurador da República do Ministério Público Federal no Estado do Ceará de que vai estender o pedido de suspensão da redação para todas as provas objetivas foram esclarecidas pela Polícia Federal em documento enviado à presidência do Inep nesta quinta-feira, 1º de dezembro.
No ofício nº 004076, a Polícia Federal informou que o inquérito policial relacionado à operação Embuste tramitou na Delegacia de Polícia Federal em Montes Claros (MG). Já a operação Jogo Limpo ainda tramita na Superintendência da Polícia Federal no Maranhão.
O ofício destaca que informações decorrentes das operações ensejaram a instauração de outros dois inquéritos policiais, iniciados com a prisão em flagrante, na Superintendência Regional no Ceará. Um desses procedimentos foi encaminhado à Justiça Federal daquele estado.
“As investigações decorrentes dos flagrantes cingem-se a eventos específicos e o deslinde total e final de todos os fatos em apuração se darão com as conclusões decorrentes das operações Embuste e Jogo Limpo”, afirmou o diretor-geral da Policia Federal Leandro Daiello Coimbra.
Fonte: MEC

ESCOLA MARIETA CALS COM MATRÍCULAS ABERTAS PARA 2017

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CARTA AO GOVERNADOR COBRA AGILIDADE NA REGULAMENTAÇÃO DA NOVA CARREIRA E OUTRAS PAUTAS

A direção do Sindicato APEOC protocolou na tarde desta terça-feira (29) uma carta destinada ao governador, Camilo Santana, cobrando uma série de reivindicações da categoria. Uma cópia do documento foi entregue ao secretário de Relações Institucionais do Estado, Nelson Martins. Além do presidente estadual do Sindicato APEOC, Anizio Melo, o encontro também contou com as presenças do vice-presidente estadual, Reginaldo Pinheiro; do secretário geral, Helano Maia; e do assessor político, Kim Lopes.
O Sindicato APEOC cobra a regulamentação da Nova Carreira do Magistério do Ceará; o compromisso do Estado de não realizar qualquer negociação com o governo golpista de Michel Temer que venha retirar direitos dos trabalhadores, principalmente aumento em descontos previdenciários; e a imediata publicação da portaria de lotação de 2017 garantindo a continuidade de todas as disciplinas curriculares existentes no Ensino Médio, ameaçado com a Medida Provisória 746, que prevê a reforma do sistema educacional.
Fonte: APEOC

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DEBATE MP QUE PROPÕE REFORMA DO ENSINO MÉDIO

A Assembleia Legislativa do Ceará promoveu, nesta segunda-feira (28), audiência publica para debater a Medida Provisória (MP) 746/2016, proposta pelo Governo Federal, que institui a reforma do Ensino Médio. A audiência foi realizada no Complexo de Comissões Técnicas da Casa, atendendo a requerimento do deputado estadual Elmano de Freitas, e contou com a presença do secretário da Educação, Idilvan Alencar, e de representantes de entidades ligadas ao setor.
A MP propõe mudanças em diversos aspectos do Ensino Médio, como a criação de itinerários formativos com ênfase nas áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional. Além disso, autoriza a contratação de professores sem licenciatura, mas que apresentem "notório saber". Outro ponto firmado pela medida é a não obrigatoriedade de disciplinas como artes e educação física.
No entendimento do secretário Idilvan Alencar, a pauta é vista com preocupação. "Existem ações importantes e boas na MP, porém, justamente pelo fato de ser Medida Provisória, exclui do debate os professores e alunos, que são os principais atores do processo. Portanto, vemos com preocupação esta MP e devemos contribuir com algumas alterações", pondera.
Pluralidade
O secretário avalia, ainda, que a iniciativa desvaloriza a formação cidadã dos alunos, ao tornar facultativa a presença de algumas disciplinas do currículo. "Sociologia, Filosofia, Artes e Educação Física, no Ceará, serão obrigatórias, por serem essenciais ao desenvolvimento. Apostamos numa escola plural e acreditamos ser importante adquirir o conteúdo técnico, porém, é preciso também investir na formação cidadã, na cultura de paz, no respeito à diversidade. Estas disciplinas são basilares. Na Portaria de Lotação iremos deixar isso bem claro, para o ano de 2017", considera Idilvan Alencar.
O estudante Antonio Wilame, da Escola do Campo Patativa do Assaré, localizada em Canindé, foi um dos integrantes da mesa composta para a audiência, e acredita que a medida seria um "retrocesso" à educação. "A MP limita a nossa pluralidade, não escuta os estudantes nem os professores, que vêm debatendo sobre o ensino que se quer ter de verdade. De forma arbitrária, coloca um modelo de educação que não nos compreende", afirma.
O presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, defende a necessidade de se debater o tema com a sociedade. "Avanços conquistados com muita luta sofrem tentativa clara de eliminação por meio desta MP. O fato de o secretário Idilvan ter assumido o compromisso de que a grade curricular do Ceará será mantida, para nós, é muito importante. Isso tem que ser somado ao movimento dos estudantes e dos professores. Precisamos dar visibilidade a esse papel que tem a Secretaria da Educação, de resistir àquilo que não interessa aos trabalhadores e à juventude", explica.
Para o deputado Elmano de Freitas, requerente da audiência pública, o debate em torno do assunto é fundamental. "Temos, evidentemente, a obrigação de debater este tema, porque há consequências muito significativas para a nossa juventude, e consideramos importante ter à mesa estudantes, professores, o Conselho de Educação, o secretário da Educação e a academia. No nosso ver, a MP veio de maneira arbitrária e desconsiderou um projeto de lei que vinha tramitando na Câmara Federal, que construía um entendimento sobre a reforma do Ensino Médio", argumenta.
O professor Olavo Colares, membro do Conselho Estadual de Educação, diz que a instituição está aberta a colaborar, escutando todos os posicionamentos a respeito da questão, e agindo de acordo com suas atribuições. "Com nossa capacidade limitada de agir, nos comprometemos a ouvir a todos, e procuraremos contribuir para que este debate não se perca. É necessário que as palavras se transformem em ações", esclarece.
Participaram da mesa, ainda, o coordenador de Políticas Públicas de Juventude do Estado, Davi Barros; a coordenadora do Fórum de Educação, Ciza Moreira; o deputado federal Chico Lopes; a professora Jakeline Alencar, coordenadora da Faculdade de Educação da UFC; a professora Heulália Rafante, coordenadora do curso de Pedagogia da UFC; e o vereador Ronivaldo Maia.
Fonte: SEDUC CE

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

UFC ABRIRÁ MAIS DE DUAS MIL VAGAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EAD EM 2017

O edital ainda não foi publicado, mas podemos antecipar que serão ofertadas 2.700 vagas em sete cursos de licenciatura, mais o bacharelado em Administração Pública, em 22 polos no estado do Ceará.
Este ano, a seleção continua por aproveitamento da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), no entanto o candidato poderá usar a nota de um das três últimas edições do exame (2014, 2015 ou 2016).
As inscrições NÃO acontecerão por meio de SISU, mas em edital específico. Em breve, a Coordenadoria de Concursos (CCV), da UFC, tornará público o processo de seleção.
Os cursos de Educação a Distância são uma parceria entre a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), realizados pela Capes, pertencente ao Ministério da Educação (MEC). 

NOVOS CURSOS DA UFC NO CED/SEDUC EM SOBRAL - 2017
- Relação de novos Cursos e vagas disponíveis para a UFC em Sobral em 2017:
As aulas serão realizadas no Centro de Educação a Distância do Estado do Ceará - CED/SEDUC.
Administração em Gestão Pública - 50 VAGAS
Física – Licenciatura - 50 VAGAS
Letras Espanhol - Licenciatura - 30 VAGAS
Letras Inglês – Licenciatura - 30 VAGAS
Letras Português - Licenciatura - 30 VAGAS
Matemática – Licenciatura - 50 VAGAS
Pedagogia – Licenciatura - 30 VAGAS
Química – Licenciatura - 30 VAGAS
Fonte: UFC VIRTUAL

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

ENEM - MAIS DE 12 MIL CORRETORES DE REDAÇÃO DO ENEM 2016 ALINHAM PROCEDIMENTOS PARA AVALIAÇÃO

O ciclo de capacitação dos corretores de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 terminou neste fim de semana com o treinamento presencial de 12.891 profissionais, em 45 cidades brasileiras. Essa foi a terceira e última etapa do ciclo que começou em 9 de novembro, com o Encontro dos coordenadores pedagógicos estaduais para elaboração do caderno de redações comentadas, em Brasília, durante três dias. De 12 a 13 do mesmo mês, foi feita a capacitação presencial dos 379 supervisores, em 23 capitais.
Dois professores avaliam o desempenho dos participantes de acordo com os seguintes critérios:
Competência 1 - Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa;
Competência 2 - Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;
Competência 3 - Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
Competência 4 - Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
Competência 5 - Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Cada avaliador atribui uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das cinco competências. A soma desses pontos é o que compõem a nota total de cada avaliador, que pode chegar a 1.000. A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores. Se houver discrepância entre as notas atribuídas por eles - quando elas diferirem em mais de 100 ou se diferença for superior a 80 pontos em qualquer uma das competências - a redação é avaliada, de forma independente, por um terceiro avaliador. Nesse caso, a nota final será a média das duas notas totais que mais se aproximarem.
Critérios - A prova de redação do Enem 2016 exigiu a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo sobre o tema "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil". O autor da redação deve defender uma opinião a respeito do tema apoiada em argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão, formando uma unidade textual. O texto deve ter ser redigido de acordo com a modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e apresentar uma proposta de intervenção social para o problema.
Motivos para receber nota zero na redação:
- fuga total ao tema;
- não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;
- extensão de até sete linhas;
- cópia de texto motivador;
- impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação;
- parte deliberadamente desconectada do tema proposto;
- desrespeito aos direitos humanos;
- folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.
Fonte: INEP

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

REAPLICAÇÃO DO ENEM 2016 CUSTARÁ R$ 10,5 MILHÕES

A reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 aos inscritos que não puderam fazer as provas na data regular, em 5 e 6 de novembro, por causa das ocupações, custará R$ 10.512.564,33. Os cálculos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) incluem os gastos com impressão, aplicação, correção e distribuição das provas e materiais administrativos da segunda aplicação, que será realizada em 3 e 4 de dezembro.
A nova aplicação do Enem 2016 foi motivada pelas ocupações de escolas de educação básica e instituições de ensino superior em vários estados brasileiros. A realização do Exame ficou inviabilizada para aproximadamente 3% dos inscritos, uma vez que essas mobilizações comprometiam a segurança necessária aos participantes e às provas em si.
Outras contingências prejudicaram residualmente a participação de alguns inscritos, os quais também poderão fazer as provas na segunda aplicação. Entre esses casos estão, principalmente, problemas de infraestrutura, como interrupção temporária do fornecimento de energia elétrica.
Na próxima terça-feira, 22, o Inep divulgará os novos locais de prova e o número final de inscritos habilitados a fazer as provas em dezembro.
Fonte: INEP

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

UVA DIVULGA NOVO CALENDÁRIO ACADÊMICO PARA OS SEMESTRES LETIVOS 2016.1 E 2016.2

A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação da UVA (PROGRAD) divulgou na terça-feira, 08 de novembro de 2016, o Calendário Acadêmico para o Semestre Letivo 2016.1 – com início em 31 de outubro de 2016 e término em 25 de janeiro de 2017 – e para o Semestre Letivo 2016.2 – com início em 13 de fevereiro e término em 22 de junho de 2017. O novo calendário, alterado em virtude da greve de professores, está disponível no sítio eletrônico da UVA, em www.uvanet.br, com acesso no ícone Calendário Acadêmico
O documento traz informações importantes para alunos e professores, como o período de solicitação de Outorga de Grau para os formandos de 2016.1 (de 21 a 26 de novembro); divulgação do Edital do Processo Seletivo Especial para ingresso no semestre 2017.1 (06 de março); período de recesso acadêmico (de 24 a 31 de dezembro) e divulgação do Edital do Vestibular 2017.1 (1º de fevereiro de 2017).
O Calendário assinala, também, a data de divulgação do Edital do Programa de Monitoria para Semestre 2016.2 (22 de novembro) e para o Semestre 2017.1 (28 de abril); e a data de realização da Solenidade de Outorga de Grau 2016.1 (9 e 10 de fevereiro de 2017). 
A PROGRAD lembra que os alunos devem procurar a Coordenadoria de seu curso em caso de dúvidas relacionadas à sua vida acadêmica. “Apenas em casos específicos, em que a Coordenadoria do Curso não possa resolver, os alunos devem se dirigir à PROGRAD; mesmo assim eles devem ser orientados inicialmente pelos coordenadores sobre como proceder”, explica o Pró-Reitor de Ensino de Graduação, Professor Pertrônio Emanuel Timbó Braga. 
Ainda, de acordo com o Calendário Acadêmico, o Semestre Letivo 2017.1 terá início em 10 de julho e término em 09 de novembro de 2017.
Saiba mais: (88)3611-6652.
Fonte: UVANET

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SINDICATO APEOC PRESSIONA GOVERNO E COBRA COMPROMISSO NEGOCIADO APÓS A GREVE: REGULAMENTAÇÃO DA NOVA CARREIRA

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, protocolou ofício destinado ao governador do Estado, Camilo Santana, na manhã desta quinta-feira (10), no Palácio da Abolição. O documento solicita uma audiência urgente com o chefe do executivo estadual para tratar da assinatura do decreto que regulamenta a Nova Carreira do Magistério do Ceará. O ato foi uma promessa do Governo após o fim da greve dos profissionais da Educação, que terminou em agosto deste ano, após 107 dias de paralisação.
O Sindicato cobra a assinatura do decreto ainda este mês de novembro. Além do presidente estadual do Sindicato, a comitiva da APEOC que foi ao Palácio da Abolição contou com a presença do secretário-geral, Helano Maia; da tesoureira, Penha Alencar; do diretor de Assuntos para Aposentados, Juscelino Linhares; e do vice-presidente regional do Centro Sul, Otoniel Fiúza.

Ação Política
Depois de deixar a sede do Governo do Estado, a comitiva seguiu para a Assembleia Legislativa para pedir o apoio dos deputados estaduais nessa luta pela regulamentação da Nova Carreira. No Parlamento, os dirigentes do Sindicato APEOC ganhaam o reforço dos diretores da CUT Ceará, Helder Nogueira e Emanuel Lima. O grupo conversou também com o secretário de Relações Institucionais do Estado, Nelson Martins. Ele se comprometeu em intermediar, junto ao Gabinete do Governo, uma agenda do Sindicato APEOC diretamente com Camilo Santana.
A lei que criou a Nova Carreira foi aprovada na Assembleia no dia 03 de dezembro de 2015 e no dia 11 do mesmo mês foi publicada no Diário Oficial do Estado. Desde então, a lei não entrou em vigor em virtude da demora na assinatura do decreto de regulamentação.

Nova Carreira
A lei que promove uma revisão na tabela de vencimento dos profissionais do Magistério do Estado é uma reivindicação antiga dos servidores da Educação. Com a publicação do decreto que efetiva a Nova Carreira, os professores vão poder progredir até o fim da carreira, podendo evoluir em todos os níveis. Esse foi o maior ganho da Descompressão. Com o fim do “embarreiramento”, os docentes vão avançar ao longo dos anos até a aposentadoria, tendo mais ganhos na remuneração, sem a necessidade de mudança de titulação. Quando entrar em vigor, a Nova Carreira do Magistério do Ceará será uma das mais vantajosas do Brasil.
Outro benefício garantido pela Nova Carreira foi o prazo para o pagamento das Promoções com titulação. Os atos devem ser publicados num prazo máximo de 90 (noventa) dias, contados do protocolo do requerimento respectivo no órgão competente, retroagindo seus efeitos à data do mesmo protocolo. Portanto os professores receberão todo o retroativo a partir da data de entrada do processo no Sistema de Virtualização de Processos – VIPROC.
Com a Nova Carreira, estão mantidas as mesmas regras para a promoção sem titulação (antiga progressão horizontal) de 60% dos aptos a cada ano. O decreto também vai regulamentar as promoções das carreiras de nível superior e de nível médio.

Promoção Especial
Outra conquista do Sindicato APEOC e da categoria com a nova legislação foi a concessão de uma promoção especial para quase 3.500 professores especialista que estavam “embarreirados” há mais de cinco anos no nível I (12/24). Esse grupo progrediu para o nível J sem necessidade de avaliação, obtendo reajuste de 5% sobre o vencimento base.
Fonte: APEOC

ENEM - JUSTIÇA DERRUBA LIMINAR QUE PEDIA CANCELAMENTO DA REDAÇÃO DO ENEM 2016

A ação do Ministério Público Federal do Ceará que pedia a suspensão da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foi derrubada pelo Juiz Federal da 4ª Vara, José Vidal Silva Neto, na tarde desta quarta-feira, 9. Segundo o magistrado, o tema da falsa prova de 2015 não é o mesmo cobrado no Enem deste ano.
"Embora se assemelhem, em virtude de ambos se referirem ao assunto da intolerância religiosa, diferem em alcance e perspectivas, que não se tocam", defendeu. José Vidal ressaltou ainda o fato de o tema de 2016 ter viés propositivo, com vistas a exigir que o candidato formule opções e propostas de ação social ou política concreta para combater a intolerância social no Brasil.
Sobre o candidato flagrado com modelo de redação já preenchido, o juiz defende que o fato não extrapola seus estritos limites individuais, de fato pontual e isolado. "Este específico candidato de alguma forma, ainda não desvendada, conseguiu burlar o sigilo das provas, provavelmente subornando funcionário que teve contato com as provas, tendo conhecimento antecipado do tema da redação, com o que obteve vantagem ilícita em detrimento de todos os demais candidatos", concluiu. O juiz defendeu que o candidato seja eliminado e que não há nenhuma razão para anular a prova de todos os candidatos que se submeteram corretamente à redação.
As operações deflagradas no domingo, 6, que revelaram tentativas de fraudar o Enem, são reflexo da ação conjunta entre o Ministério da Educação, o Inep e a Polícia Federal, que estão trabalhando em parceria para garantir a segurança e a lisura do certame.
Fonte: INEP

INTEGRAÇÃO DAS OLIMPÍADAS NACIONAIS DE MATEMÁTICA

Criada em 2005, a OBMEP (Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas) e o seu crescimento colocaram as competições científicas no centro da pauta nacional de educação. Em pouco mais de uma década, a OBMEP alcançou quase 18 milhões de alunos e mais de 47 mil escolas, tornando-se a maior olimpíada estudantil do mundo. Nesse período, tem promovido a descoberta de inúmeros jovens talentosos e a melhoria do ensino da Matemática no Brasil. Concursos do gênero existem no país desde os anos 1970, quando foi lançada a OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática), por iniciativa da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Assim, nos últimos doze anos, duas competições públicas nacionais coexistem: a OBM e a OBMEP.
Em 2017, essas duas olimpíadas serão integradas numa única e grande competição, realizada em duas fases. O objetivo maior é racionalizar o uso dos recursos humanos e financeiros.

O que muda para as escolas públicas?
Absolutamente nada. O número de medalhas reservadas a escolas públicas permanecerá inalterado, e as provas continuarão a ser elaboradas pela comissão atual, com qualidade reconhecida por todos. As inscrições serão gratuitas e feitas como sempre foram.

E para as escolas não-públicas, o que muda?
Essas escolas ganham o direito a inscrever seus alunos na olimpíada, mediante o pagamento de uma módica taxa, destinada a cobrir os custos de logística da competição. As regras, a inscrição e a participação nas duas fases serão as mesmas da OBMEP para as escolas públicas. Haverá um número de medalhas destinado aos alunos das escolas não-públicas.

A OBM continuará existindo?
Sim. A OBM será uma competição distinta, com sua própria premiação. A partir de 2017, passará a consistir de uma única fase (exceto no nível universitário), tendo como principal meta a seleção dos jovens que representarão o Brasil em olimpíadas internacionais.

Como podemos saber mais?
Informações detalhadas estarão disponíveis em breve aqui neste site e nos site da OBM (www.obm.org.br).
Fonte: OBMEP

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

ENEM - DIVULGADOS OS GABARITOS E CADERNOS DE QUESTÕES DO ENEM 2016

Já estão disponíveis para consulta os gabaritos oficiais dos Cadernos de Questões do primeiro e segundo dias do Enem 2016. Eles podem ser acessados pela Página do Participante e também pelo aplicativo Enem 2016.
Os Cadernos de Questões também estão disponíveis para download, dando acesso a todos os itens do exame realizado no final de semana passado.
Em 3 e 4 de dezembro, todos os inscritos que não puderam fazer o Enem em razão de estarem alocados em locais onde não foi possível haver aplicação nos dias 5 e 6 de novembro farão uma prova diferente, porém com itens equivalentes, de modo a garantir a isonomia do Exame.
Clique aqui para acessar os Gabaritos e Caderno de Questões.
Fonte: INEP